Votarei em Lula se PMDB não lançar candidato em 2018, diz Eunício

Movimento do presidente do Senado vai em direção a uma possível aliança com Lula na disputa por reeleição na Casa (Foto: Waldemir Barreto/Ag. Senado)

“O PMDB é um partido livre”, diz. “Se tiver liberado, se (o voto) for livre, obviamente votarei no presidente Lula”, repetiu o senador à publicação. O afago do presidente do Senado a Lula fortalece a tese de que Eunício pode estar se aproximando do governador Camilo Santana (PT) com o intuito de disputar uma das vagas ao Senado, numa eventual aliança com o petista na mesma chapa eleitoral em 2018, onde ele tentará a reeleição. A outra vaga já estaria prometida a Cid Gomes (PDT), irmão do presidenciável Ciro Gomes. Em 2014, Eunício e Santana foram adversários na disputa pelo governo do Estado.

PT e PMDB, rompidos no plano nacional desde o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, já vêm negociando alianças para as eleições de 2018 em pelo menos cinco dos nove Estados do Nordeste, dentre eles o Ceará. Isso em razão da força que Lula ainda possui na região e pelo fato de o PMDB ser o partido com maior tempo de TV e ter o maior número de prefeituras do País, o que seria um bom acordo para ambos os partidos. / Por Diário do Poder

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here