Visa Manaus capacita vendedores de alimentos para o festival folclórico

A capacitação é gratuita e será realizada nesta quinta-feira, 1º/8.

Para garantir a qualidade de comidas e bebidas comercializadas durante o 63º Festival Folclórico do Amazonas, a Vigilância Sanitária da Prefeitura de Manaus (Visa Manaus) vai capacitar manipuladores de alimentos que irão trabalhar durante o evento. A capacitação é gratuita e será realizada nesta quinta-feira, 1º/8, das 9h às 12h, no auditório da Casa Militar, na avenida Padre Agostinho Caballero Martin, nº 770, Compensa, zona Oeste.

Fiscais da Visa irão abordar, durante o treinamento, o que os manipuladores (do cozinheiro ao vendedor) devem observar no processo de preparo, armazenamento e venda dos alimentos. Serão oferecidas orientações específicas sobre estrutura das barracas (fiação elétrica, limpeza e organização), equipamentos e utensílios, e condições do alimento (higiene dos recipientes, refrigeração adequada e manuseio), além dos cuidados essenciais com a higiene pessoal.

A diretora da Visa Manaus, Maria do Carmo Leão, explica que o treinamento em boas práticas na manipulação de alimentos é oferecido pelo órgão de forma permanente, para as pessoas interessadas em aprimorar a qualidade dos seus produtos. “Já para os grandes eventos, a capacitação é um dos itens de segurança sanitária recomendados pela Vigilância”.

Segundo Maria do Carmo, as orientações dadas nas capacitações estão baseadas na lista de exigências do Código Sanitário e normas complementares, e que os que participam do treinamento têm menores chances de cometer erros e sofrer penalidades durante a fiscalização feita ao longo do evento.

Qualidade

A fiscal Gizeli Giffoni, uma das responsáveis pelas ações educativas da Visa Manaus na área de alimentos, ressalta que entre os cuidados a serem observados por quem prepara e comercializa comidas e bebidas estão: usar roupas limpas, manter mãos e unhas asseadas, não usar acessórios como anéis e pulseiras e ter compromisso com as condições do ambiente e dos produtos.

A temperatura da comida deve ser outra preocupação dos responsáveis pelas barracas, especialmente porque em Manaus o clima quente facilita a proliferação de micro-organismos. Ela explica que a zona de perigo para as bactérias, por exemplo, está entre 10 e 60 graus, por isso alimentos frios como a maionese devem estar bem refrigerados e os alimentos quentes devem ser mantidos acima dos 60 graus.

Além da contaminação biológica, é necessário, segundo a fiscal, evitar a contaminação física e química gerada por resíduos de plástico, osso, cabelo, palha de aço e outros, e também de agrotóxicos, desengordurante, querosene, lubrificante, sabão e demais produtos considerados agressivos à saúde do consumidor.

Além de orientar os permissionários do festival folclórico deste ano, a Visa Manaus vai realizar fiscalização durante os dias do evento, que acontece entre 9 e 20 de agosto, a fim de garantir que as barracas de comidas e bebidas funcionem dentro das normas sanitárias.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here