Viagem de Lula à Etiópia custará mais de R$ 30 mil aos cofres públicos

ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajará à Etiópia, na África, dois dias depois de seu julgamento em segunda instância no caso triplex. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre (RS), julgará o líder petista no dia 24 de janeiro, após ele ter sido condenado em primeiro grau a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com o Blog do Vicente, do Correio Braziliense, a viagem de Lula juntamente com três assessores do petista custará mais de R$ 30 mil aos cofres públicos. O ex-presidente irá à Etiópia a convite da FAO, braço da Organização das Nações Unidas (ONU) voltada para a alimentação e a agricultura. O órgão é presidido pelo ex-ministro petista José Graziano. Todo ex-presidente da República tem direito a um staff formado por servidores públicos, pagos pelo governo.

Rogério dos Santos, que embarcará para a Etiópia dia 23 de janeiro, antes do julgamento do petista pelo Tribunal Regional Eleitoral da 4ª Região (TRF-4), e ficará lá até 29 de janeiro receberá, ao câmbio de hoje, R$ 5.362,20 em diárias (US$ 1.620). A publicação revele ainda que a passagem dele custou R$ 6.507,39 (US$ 1.965,98).

No dia 26, Ricardo Messias Azevedo e de Valmir Moraes da Silva embarcarão para a Etiópia e ficarão por lá até dia 29, mas ainda não foram emitidas as passagens. Técnicos do governo disseram que os bilhetes serão bem maiores por ser perto da data.

Ainda de acordo como blog, estão previstos R$ 2.581.80 (US$ 780) para as diárias de Ricardo Messias Azevedo e R$ 2.780,40 (US$ 840) para Valmir Silva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here