Vereadores pedem mais atenção do Governo do Amazonas com os municípios

"Um dos objetivos do encontro é fortalecer a união dos vereadores para reclamar a atenção do Governo do Estado". afirmou Álvaro Campelo

Vereadores do interior denunciaram o total abandono dos municípios do interior por parte do Governo do Estado do Amazonas, dentre as principais demandas esta infraestrutura, saúde, educação e segurança. O ato aconteceu nesta quinta feira (07), durante a I Marcha de Vereadores do Amazonas realizada no Auditório da Câmara Municipal de Manaus, bairro São Raimundo. Participaram parlamentares dos municípios do interior, o Prefeito de Manaus, secretários municipais e outros. Uma carta com as demandas será entregue ao Governador Amazonino Mendes.

“Um dos objetivos do encontro é fortalecer a união dos vereadores para reclamar a atenção do Governo do Estado e através da UVEAM resolver algumas das dificuldades dos parlamentares. Uns 80% dos vereadores das Câmaras Municipais Amazonenses estão participando e representando os 62 municípios do estado”, disse o presidente da UVEAM, Álvaro Campelo.

A primeira palestra foi do Prefeito de Manaus, Artur Neto referente ao cenário econômico social da capital. “Fazemos o possível para a cidade permanecer equilibrada. Temos pago salários dos servidores, inclusive o décimo-terceiro. Temos investido sempre em meio a crise tudo para manter a credibilidade da Prefeitura”, disse.

“Fazemos o possível para a cidade permanecer equilibrada”, afirmou Artur Neto

Para o Prefeito de Manaus a capital não oferece risco e é considerada como uma das capitais mais ordenadas, tendo apresentado vários dados. “Estamos seguindo uma linha virtuosa, fechando com um bilhão de reais pagos à Previdência Social e 56 milhões pagos em salários para os servidores”. Outro dado destacado foi o percentual de 3,17% de inflação neste ano (2018) e lamentou os 40 mil postos de trabalho perdidos no Distrito Industrial.

Cenários de crise para 2030

O Prefeito de Manaus alertou para um cenário de crise econômica e social para 2030 devido a queda de atividades da Zona Franca de Manaus assim como um esvaziamento no interior do Amazonas. ”Temos que desencravar e encontrar medidas alternativas, procurar estratégias de desenvolvimento que permita a diversificação da matriz econômica com sustentabilidade ambiental”.

Dentre as ações serem tomadas destacou ainda a redução da desigualdade econômica entre Manaus e o interior do estado com a geração de atividades econômicas que permitam o homem fixar no interior. Elaborar politicas efetivas, e estabelecer panos de investimentos em infraestrutura entre outras ações.

“Na segurança está difícil demais, pois existem apenas três policias para dar segurança à uma população de 23 mil habitantes”, afirmou Maria Elisângela, de Santa Isabel do Rio Negor

Municípios bancam funcionamento do Governo do Estado

Saúde, educação, segurança e infraestrutura estão dentre as principais demandas segundo os vereadores do interior que denunciam o completo abandono dos municípios por parte do Governo do Estado.

Segundo o vereador Brauze de Andrade (PP), do município de Novo Airão, a união dos parlamentares é fundamental para ter força, poder e representatividade.

O vereador Ronan Barbosa (MDB), representante de Barreirinha, afirmou desejar que o Governo do Estado cumpra o seu papel, pois é necessário uma politica direcionada ao setor primário e ao turismo e exigem também transparência nas contas públicas.

“É necessário uma politica direcionada ao setor primário e ao turismo”, destacou Ronan Barbosa, de Barreirinha

Robson Nogueira (PPL), de Manacapuru, afirmou que as dificuldades no município dele referem-se a infraestrutura, falta de asfalto, pois é muita buraqueira e no Hospital local falta tudo, além de precisarem de transporte fluvial para os pacientes.

Para a vereadora Maria Elizangela (MDB), a educação no município de Santa Izabel do Rio Negro está ausente. A única escola de Tempo Integral funciona num prédio inadequado. Ela espera que melhore a saúde. Na segurança está difícil demais, pois existem apenas três policias para dar segurança à uma população de 23 mil habitantes.

Mais eleitores que habitantes

O vereador Edizar Ventura dos Santos (PC do B) informou que segundo dados do IBGE o município de Japurá tem mais eleitores que habitantes, pois os dados indicam 4.205 habitantes e 4.400 eleitores. A situação já é de conhecimento da justiça onde corre o processo, mas o parlamentar lamenta que isso tenha causado limitação no trabalho da atual Prefeita.

O vereador Fernandinho Holanda (MDB), de Manaquiri, demandou investimento do Governo do Estado para infraestrutura, assim como recuperação e asfaltamento dos ramais já que a dificuldade é o deslocamento dos produtores e seus produtos. “O hospital está abandonado. Falta tudo e as delegacias estão destruídas. o Governo abandonou os municípios”, salientou

O vereador Francisco Gomes de Oliveira (MDB), também de Manaquiri, denunciou a falta de médico no hospital local e demandou mais viaturas para a Polícia, pois o tráfico de drogas e os crimes aumentaram nas 42 comunidades próximas ao estado do Acre. Texto: Mercedes Guzmán

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here