Vereador denuncia ao MPF e ao TCE convênios irregulares em Itamarati

Os quatro convênios foram orçados em R$ 408 mil cada © Divulgação

Em ação judicial protocolada no Ministério Público Federal do Estado do Amazonas (MPF-AM) e no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), o vereador Jamerson Du Nem (PSDB) denunciou a Prefeitura de Itamarati pela execução irregular de quatro convênios celebrados em 2013, perfazendo um total de R$ 408 mil cada um.

“Parte dos montantes conveniados pode ter sido desviada”, afirma o vereador, explicando que um dos convênios envolve a construção da UBS Elvira Martins da Silva, na sede municipal. Outro está relacionado à UBS Monte Carmelo, na comunidade Boa Vista, no Igarapé do Canumã. “As obras dessa UBS estão inacabadas, só foram aplicados setenta por cento do montante de 408 mil reais e me parece que tudo vai ficar por isso mesmo”, aponta o parlamentar.

Segundo Jamerson, outras Unidades Básicas de Saúde, como Santo Antônio, no Rio Juruá, e Maria de Lurdes, na comunidade Maria de Lurdes, em Canta Galo, estão sendo construídas de modo irregular e é quase certo que ficarão inacabadas, pelo que ele entende como importantes as investigações do MPF e do TCE. “Ao todo, a Prefeitura abocanhou R$ 1.387,200 de um valor total de R$ 1.632 mil dos quatro convênios firmados”, esclarece Jamerson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here