“UEA estava quebrada quando assumi o governo”, diz Omar

Gov. Omar Aziz
Gov. Omar Aziz

Da Redação – Durante assinatura do Termo de Cooperação Técnica para a criação da Sala Cirúrgica Inteligente, o governado Omar Aziz, criticou a gestão do ex-governador e senador Eduardo Braga, ao declarar que recebeu a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), quebrada.

“A UEA estava quebrada, o senador Eduardo Braga tem conhecimento disso, a gestão era muito ruim. Eu tive que fazer uma intervenção dentro da universidade, para colocarmos no eixo e hoje ela está tem, tem recurso. Tanto é que fizemos concursos necessários, o plano de cargos, carreira e remuneração, e estamos fazendo investimentos e concluindo nove núcleos da Universidade no interior”, disse.

Ele acrescentou que acredita na consolidação da democracia dentro da Universidade, com a eleição para a escolha do novo reitor da UEA, na próxima quinta-feira.

Omar e Arthur juntos em Brasília pressionar deputados pela votação da prorrogação da ZFM

O governador Omar Aziz, anunciou ainda que estará a caminho de Brasília, juntamente com o prefeito Arthur Neto (PSDB) e o Superintendente da Suframa, para pressionar os deputados a se entenderem pela votação da Prorrogação dos incentivos da Zona Franca de Manaus (ZFM).

“Estamos indo a Brasília agora a tarde para conversarmos com as lideranças e amanhã vamos peregrinar a Câmara Federal para ver se conseguimos colocar em votação na quarta-feira”, disse.

Omar acrescentou que se não votar agora, ficará muito difícil, por causa dos problemas que o congresso está enfrentando e por ser ano eleitoral. “Se passar agora, vai ficar muito complicado, porque aí vem aCopa do Mundo, vem as convenções partidárias e o congresso não vai conseguir se reunir”, ressaltou.

Sobre a greve dos funcionários da Suframa, o governador disse que esse assunto tem ser debatido com o ministro da industria e comércio. “Tem que fazer o diálogo, não é pra você saber que a porta de entrada da economia do Amazonas está tendo esse tipo de problema”, disse ao acrescentar que esse diálogo tem que acontecer o mais breve possível.

Eleições 2014

Questionado sobre as eleições, Omar disse que nada o espanta ou assusta em política, que não existe eleição fácil, mas que também não existe que fulano esteja eleito e fulano perdeu a eleição.

“O processo político é muito dinâmico, um fato, alguma coisa sempre muda a opinião das pessoas e a população, ela toma decisões,as quais são respeitadas é isso que é bom da democracia”, disse.

Mas que tem obrigações como liderança e como governador e que vai orientar e pedir votos para quem acha que deva pedir. “Eu vou pedir voto para quem eu achar que devo pedir, agora me preocupar não…claro você se preocupa como qualquer cidadão amazonense”, concluiu.

Apesar das poucas palavras sobre as eleições, durante seu discurso Omar vem criticando e apontando que teve que terminar a construção da Ponto Rio Negro, a qual já não possuía em caixa os recursos do BNDS, mas que para não ser apontado como irresponsável, teve que pegar recursos do Estado para concluir a obra.

Os discursos do governador vem demonstrando o afastamento com o senador Eduardo Braga, uma vez que vem criticando a gestão do ex-governador com poucos investimentos na áreas da saúde, educação e segurança por exemplo. Omar tem feito questão de anunciar que tem sido o governador que mais investiu nessas três áreas.///Moara Cabral – Foto: Áida Fernandes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here