Tufão e terremoto deixam mortos e feridos no Japão

Oito milhões de pessoas receberam orientação para abandonar suas casas. Fortes chuvas são esperadas para este domingo (Foto: Imprensa Jiji / via AFP Photo)

O tufão Hagibis provocou a morte de duas pessoas neste sábado (12/10/2019), no Japão, onde mais de 8 milhões de pessoas receberam orientação do governo japonês para abandonar suas casas diante dos fortes ventos e chuvas torrenciais. Outras 60 pessoas também ficaram feridas. Fortes chuvas são esperadas para este domingo (13/10/2019).

“Um homem de 49 anos foi encontrado morto em uma caminhonete virada. Foi levado a um hospital onde se confirmou seu falecimento”, disse à AFP Hiroki Yashiro, porta-voz do departamento de Bomberos de Ichihara, em Chiba.

Outro homem morreu depois que um deslizamento de terra destruiu duas casas em uma cidade no leste do Japão, com várias pessoas ainda desaparecidas, segundo a rede de televisão estatal NHK.

A agência meteorológica do Japão (JMA) previu rajadas de vento de até 216 km/h para a manhã deste sábado, horas antes de Hagibis chegar ao centro e leste do Japão, incluindo a densamente povoada região de Tóquio. A JMA antecipou “ventos brutais e um mar violento” em muitas regiões do país.

“Pedimos que tomem medidas de precaução para proteger suas vidas e as de suas famílias”, declarou uma fonte da JMA durante uma coletiva de imprensa.

A tempestade, que o governo advertiu ser a mais forte a atingir Tóquio desde 1958, trouxe fortes chuvas em muitas áreas, incluindo a popular cidade turística de Hakone, com 939,5 mm em 24 horas. Também são esperados recordes em outras regiões: 500 mm na área de Tóquio e até 800 mm no centro do país, de acordo com a JMA.

A Agência Meteorológica do Japão emitiu ainda alertas de emergência para fortes chuvas em muitas regiões. Os avisos estão no nível mais alto da escala de cinco etapas da agência. As áreas afetadas são: Prefeitura de Shizuoka, Prefeitura de Kanagawa, Tóquio, Prefeitura de Saitama, Prefeitura de Gunma, Prefeitura de Yamanashi e Prefeitura de Nagano.

«««estadão conteúdo»»»

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here