Trabalho escravo é denunciado no Campo do Azulão, em Silves

Foto: Divulgação

O presidente Cícero Custódio e a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Montagem e Gasoduto (Sintracomec-AM), nesta sexta-feira (11/12), continua no município de Silves, 336km de distância de Manaus, denunciando trabalho escravo de trabalhadores que atuam no campo do Azulão pela empresa Método Potencial Engenharia. Ontem (10/12) trabalhadores foram agredidos verbalmente por polícia local que faziam segurança para a empresa e isso é ilegítimo.

Conforme Cícero, “as denúncias dos trabalhadores é que eles estão praticamente trabalhando em sistema de escravidão, sem direitos trabalhistas, hora extra, salário atrasado e refeição estragada é um abandono total dos trabalhadores perante ao poder público”, finalizou o presidente.

A paralisação continua e só retornam ao trabalho com a presença do poder público, Ministério do Trabalho e Ministério Público.

*Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here