Temer exonera oito ministros para votar segunda denúncia na Câmara

Atos do Executivo foram publicados no Diário Oficial da União desta sexta-feira (Foto: Edu Andrade/Fatopress/Agência O Globo)
Atos do Executivo foram publicados no Diário Oficial da União desta sexta-feira (Foto: Edu Andrade/Fatopress/Agência O Globo)

Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira trouxe a confirmação da exoneração de oito ministros do governo Michel Temer. Conforme O Globo antecipou nesta quinta-feira, o presidente decidiu retirar os parlamentares dos cargos de Ministério para voltarem à Câmara dos Deputados e inflarem a base do Planalto na votação da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o peemedebista.

Foram exonerados o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PMDB-MG), o ministro da Educação, José Mendonça (DEM-PE) e o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE). Também voltarão à Câmara o ministro dos Esportes, Leonardo Picciani (PMDB-RJ), o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho (PMDB-MA), o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB-RS), o ministro do Turismo, Marx Beltrão (PMDB-AL), e o ministro dos Transportes, Maurício Quintella (PR-AL).

Segundo interlocutores do Palácio do Planalto, a volta antecipada dos ministros, em especial a de Imbassahy, vai facilitar a negociação, junto à base aliada, da distribuição das emendas que caberá a cada parlamentar apresentar ao projeto do Orçamento de 2018. / Por Agência O Globo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here