Tecnologia

Tela Amazônia conecta profissionais de audiovisual a contratantes

IMAGEM: Reprodução/Leão do Norte

Na última quarta-feira, 15, a plataforma Tela Amazônia foi oficialmente apresentada ao público por meio de live no canal da produtora Leão do Norte no YouTube. Com o objetivo de ser um ponto de conexão entre profissionais do audiovisual nortistas e novos contatos, o projeto foi idealizado pela Leão do Norte Produções e possibilita que empresas e profissionais autônomos, como fotógrafos, diretores, roteiristas, editores, figurinistas e pessoas atuantes em diversos outros segmentos do audiovisual, tenham uma nova forma de divulgação para seus perfis profissionais.

Para fazer parte da Tela Amazônia e utilizar os recursos disponíveis, basta criar um login para acesso, de forma gratuita, e preencher o perfil com as informações profissionais solicitadas. Por meio de filtros como área de atuação, gênero, cidade, entre outros, será possível que contratantes locais, nacionais e internacionais encontrem candidatos de acordo com suas necessidades de maneira prática, rápida e segura, além de garantir mais visibilidade e oportunidades aos profissionais da região e fomentar o desenvolvimento do setor no Norte do Brasil.

De acordo com os realizadores Clemilson Farias e Carlos Barbosa, a ideia é que, com o constante desenvolvimento da plataforma, pessoas de outros países que integram a Pan-Amazônia também passem a fazer parte dessa grande rede de conexão. “A Tela Amazônia é uma vontade antiga nossa de dar prosseguimento a um trabalho de desenvolvimento da região e de incentivar cada vez mais as produções locais, e mais do que isso, dando destaque aos profissionais incríveis que estão nessa jornada de amadurecimento e construção de um audiovisual com múltiplas histórias e diversidade”, contam.

Dados sobre a produção audiovisual no Amazonas

Nesta quinta-feira, 16, às 16h, no horário de Manaus, será realizada a live de apresentação da pesquisa “Perfil das Produtoras de Audiovisual Amazonense”, que integra o projeto Tela Amazônia e traz dados referentes ao recorte temporal de 2011 a 2020. O estudo, iniciado em fevereiro deste ano, conta com a coordenação de Rodrigo Antonio, historiador e produtor sócio da Leão do Norte, com a consultoria de André Araújo, coordenador do Observatório do Audiovisual Baiano e também de Sarah Pimentel, produtora e assistente de pesquisa.

Durante a live, também será apresentada a pesquisa “Hábitos Culturais”, realizada pelo Itaú Cultural, apoiador do Tela Amazônia. Ambas as pesquisas serão disponibilizadas ao público na plataforma, na área “Observatório”, espaço dedicado à apresentação de dados sobre o mercado audiovisual com foco na região Norte.

O projeto Tela Amazônia foi contemplado pelo Programa Cultura Criativa – 2020/Lei Aldir Blanc – Prêmio Feliciano Lana, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas e conta com o apoio do Itaú Cultural.

*Com informações do Portal Mercatizar

 

Deixe um comentário