Sindicato dos Rodoviários é multado em R$ 600 mil por paralisação irregular

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviário e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas ( STTRM-AM ),recebeu, na manhã desta terça-feira (27), notificação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 11ª Região, determinando o bloqueio de R$ 600 mil das contas do Sindicato, referentes à multa pelo descumprimento da decisão judicial que proibia motoristas e cobradores de realizar greve, conforme a ocorrida na manhã desta segunda-feira (26).

Segundo a decisão, assinada pela presidente, Desembargadora Eleonora Saunier Gonçalves, a multa não foi suficiente para fazer os rodoviários desistirem da greve. Por conta disso, a magistrada determinou, ainda, que o valor seja elevado para R$ 200 mil por hora, em caso de nova paralisação. Eleonora Gonçalves determinou também que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal sejam comunicados da decisão, para tomar as providências cabíveis ao crime de desobediência, ou seja, há possibilidade de que o presidente Givancir Oliveira e parte da diretoria do Sindicato sejam detidos.

Autor da ação, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estados de Amazonas chegou a pedir do TRT11 que a multa fosse elevada para R$ 500 mil/hora. O bloqueio efetivo deve acontecer eletronicamente, por meio do sistema Bacenjud, que interliga o poder judiciário ao sistema do Banco Central do Brasil, para comunicação dos bloqueios nestes casos.

(Com EM TEMPO)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here