Amazônia

Senadores dos EUA culpam Bolsonaro por desmatamento

Para políticos norte-americanos, presidente coloca bioma e a democracia em risco.

Um grupo de oito senadores americanos enviou uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na qual acusam o governo de Jair Bolsonaro (PL) de ser responsável pela destruição da Amazônia, com “uma epidemia de desmatamento e incêndios”, e de colocar a democracia em risco. Os congressistas pedem que a oportunidade de indicar um novo embaixador americano para o Brasil seja usada para promover mudanças. “A nomeação deveria refletir uma clara reconfiguração [“clear reset”, no original] da relação entre os dois países”, apontam os democratas.

A representação dos EUA em Brasília está sem embaixador desde julho, quando Todd Chapman se aposentou. Atualmente, a embaixada é chefiada por Douglas Koneff.

Não há data prevista para a indicação de um novo nome para o posto, que precisa ser aprovado pelo Senado americano. A carta, à qual a Folha teve acesso, foi enviada na quarta-feira (1º) e é assinada por oito senadores democratas, incluindo Patrick Leahy, 81, que atua como presidente temporário do Senado, responsável por comandar as sessões na ausência da presidente da Casa, a vice-presidente Kamala Harris.

Além dele, assinam o documento Benjamin Cardin e Chris van Hollen, ambos do estado de Maryland, Edward Markey, de Massachusetts, Jeanne Shaheen, de New Hampshire, Jeffrey Merkley e Sherrod Brown, ambos de Ohio, e Thomas Carper, de Delaware.

*Com informações de Hora Campinas

Deixe um comentário