Seminário Valoriza Mulher acontece nesta segunda na OAB-AM

(Imagem: Divulgação)

Nesta segunda-feira, 5/8, às 14h, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil-Seccional Amazonas (OAB-AM), na Avenida Umberto Calderaro, nº 2000, bairro Adrianópolis, zona centro-sul, será realizado o seminário ‘Valoriza Mulher’. A iniciativa é da Comissão da Mulher Advogada da OAB-AM,  Escola Superior da Advocacia (ESA) em parceria com a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania. O evento se realiza no mês da Advocacia e celebra os 13 anos da Lei Maria da Penha.

O Seminário “Valoriza Mulher” faz parte da campanha “Valoriza Mulher” e aborda os temas Desafios da Advocacia Feminina, Lei Maria da Penha e a Rede de Enfrentamento à violência contra a mulher no Amazonas.

Contará com a presença de Palestrantes abordando temas sobre Desafios da Advocacia Feminina e sucesso profissional: Grace Benayon, vice Presidente da OAB-AM; Gláucia Soares, presidente da Comissão da Mulher Advogada e integrante da Comissão Nacional da Mulher Advogada e Juscelino Machado Portela, coach e empresário .

Lei Maria da Penha e Rede de Enfrentamento à Violência contra a mulher no Amazonas:  Caroline Braz, secretária de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania- SEJUSC; Débora Mafra – Delegada Titular da Delegacia Especializada em Crimes contra Mulher; Tenente Adriane Silva de Oliveira – Ronda Maria da Penha PMAM.

Advogadas no Amazonas tem papel protagonista

Segundo a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-AM e integrante da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Gláucia Soares, as advogadas no Estado do Amazonas têm muito protagonismo, na vice presidência da OAB, diretoria, na maioria das comissões, conselho seccional, tribunal de ética, presença expressiva feminina em lideranças com muita competência. “Isso mostra o empenho da OAB  na inclusão democrática das mulheres advogadas que representam 50% da advocacia brasileira e que significa um avanço dentro do sistema da OAB, a representatividade feminina é meritória e expressiva.”

Destacou ainda as conquistas trazidas pela Lei 13.363/2016 que alterou o Código de Processo Civil e Estatuto da Advocacia para estipular direitos e garantias para as advogadas gestantes, lactantes, adotantes ou que der à luz e para o advogado que se tornar pai.
As advogadas em estado gravídico, lactantes têm preferência na ordem das sustentações orais e das audiências; suspensão dos prazos processuais por 30 dias, quando a única patrona, dentre outras prerrogativas.

“É preciso garantir a efetivação dessas garantias das advogadas , que além de profissionais são mães, essa lei é um marco importante na advocacia feminina” , disse Gláucia Soares.

No dia do evento será lançada a CAMPANHA VALORIZA MULHER de iniciativa da Comissão da Mulher Advogada

“A Campanha VALORIZA MULHER objetiva incentivar as instituições públicas e privadas a maior participação feminina na sua agenda, seja abordando temas de direitos das Mulheres, tornando parte da gestão a inclusão de palestrantes Mulheres nos eventos, humanizar ainda mais seus espaços com salas de amamentação, espaços kid’s, fraldarios, vagas em estacionamento reservadas para grávidas dentre outros. As instituições farão adesão à Campanha através do Termo de cooperação técnica.

Além disso, será instalado Fórum Permanente VALORIZA MULHER com representantes das diversas instituições no sentido de dialogar sobre questões de direitos das Mulheres e elaborar uma agenda conjunta”, disse Gláucia Soares.

Além do Seminário será lançada a exposição VALORIZA MULHER que retrata os avanços da Advocacia Feminina e fotografias das diversas ações voltadas aos direitos das Mulheres da Comissão da Mulher Advogada em parceria com outras instituições.

“No combate a violência contra as mulheres a Comissão da Mulher Advogada da OAB/AM participa da rede de enfrentamento à essa violência com várias instituições, lança campanhas, realiza seminários, faz acompanhamentos  de forma gratuita as mulheres vítimas de violência e encaminha aos serviços pertinentes. Pretendemos ampliar este trabalho nos municípios do Estado do Amazonas”, salientou.

Reportagem: Mercedes Guzmán

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here