Seind entrega material de informática e veículo a indígenas de Rio Preto da Eva

A ação em Rio Preto da Eva beneficia 27 famílias
A ação em Rio Preto da Eva beneficia 27 famílias

As comunidades indígenas de Rio Preto da Eva (a 70 quilômetros de Manaus) receberam, esta semana, equipamentos de informática e um veículo do tipo pick-up, para melhoria na comunicação e escoamento da produção na localidade, respectivamente. A entrega dos benefícios foi efetuada na Associação Etnoambiental Beija-Flor (AEBF) e concluída nesta quarta-feira (dia 23), por técnicos da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind), por meio do projeto “Doação BR-883”, que é executado em parceria com a Fundação Interamericana (IAF).

Com recursos na ordem de USD 187 mil, o projeto foi elaborado em 2011 pela Seind e aprovado em 2013 pela IAF, que é um órgão independente do governo dos Estados Unidos e que oferece doações a organizações não governamentais e de base comunitária da América Latina e do Caribe a programas de auto-ajuda inovadores, sustentáveis e participativos.

Além da aquisição de equipamentos de informática para o escritório da associação e de veículo, os valores também têm sido utilizados na construção de viveiros e produção de mudas de árvores frutíferas, hortaliças e na meliponicultura (mel).

A ação em Rio Preto da Eva beneficia 27 famílias (aproximadamente 120 indígenas, de 14 povos) e faz parte da câmara técnica Sustentabilidade Econômica dos Povos Indígenas, do Comitê Gestor de Atuação Integrada entre o Governo do Amazonas e a Fundação Nacional do Índio (Funai).

“É uma ação importante, porque vai contribuir na geração de renda, no acesso à informação e na melhoria da comunicação interna entre os comunitários”, destacou o chefe do Departamento de Etnodesenvolvimento da Seind (Detno), Zuza Cavalcante, do povo Mayoruna. “Os benefícios chegam em boa hora e atendem a uma solicitação da própria comunidade junto ao Governo do Estado, a partir da concepção do próprio projeto, justificou o indígena.

Na área de informática, a Seind entregou dois computadores (sendo um notebook) e uma impressora. “Eles não tinham nada e agora trabalham diretamente com o windows sete, pacote oficce, tudo protegido com antivírus de boa qualidade”, informou o técnico da Seind, Israel Marubo. “Hoje eles podem redigir documentos, mas a expectativa entre os comunitários é grande em relação à internet e até a de mais equipamentos para, quem sabe, poderem montar um laboratório para ensinar os mais jovens”, sugeriu Israel.

Oficinas – Paralelamente ao recebimento de equipamentos e outros benefícios, o projeto executado por meio da parceria ente Seind, AEBF e IAF também prevê a realização de oficinas, com o objetivo de orientar os agricultores indígenas para o trabalho diário nas comunidades Beija-Flor. A última delas foi realizada em agosto deste ano e priorizou a criação de novos projetos.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here