Secretário da SEDUC em Manaus vai apresentar diagnóstico educacional na capital

Professor Bibiano

O Secretário Executivo Adjunto de Educação da Capital, Professor Bibiano, em
entrevista exclusiva ao Blog da Floresta disse que apresentará na próxima segunda-feira (14) um diagnóstico detalhado da situação na área educacional da capital, entre eles a reforma de escolas. Outro assunto que preocupa o secretário é o aumento de casos de suicídios entre adolescentes. Ele também destacou que para o início das aulas as matriculas estão garantidas assim como a merenda escolar.

Professor Bibiano está trabalhando intensamente na elaboração do diagnóstico para resolver as dificuldades na área educacional em Manaus. “Há um número enorme de escolas que precisam ser reformadas, aumentar número de vagas para alunos, bem como necessidade de mais professores, entre outros temas”, destacou.

Segundo ele explicou, em uma primeira fase serão 37 escolas reformadas, mas através de um diagnóstico cada coordenador de distrito irá priorizar sete unidades para reforma.

Anunciou ainda que a matricula já está garantida para a qual tem dado atenção especial a fim de que nenhuma criança fique de fora e seja cumprido o calendário.

O aumento de casos de suicídios entre adolescentes relatado pelos coordenadores chamaram a atenção do secretário estadual.  Em relação ao assunto pretende tomar ações imediatas para tentar diminuir esses índices.

Pagamento da 3ª parcela de reajuste para professores está garantida

Referente as irregularidades no concurso para professores, o secretário afirmou que “em princípio foi suspenso por decisão da justiça, mas deu-se continuidade também por determinação da justiça”.

Bibiano informou ainda que o pagamento da terceira parcela do reajuste salarial da categoria está garantida assim como a data-base.

Merenda escolar para o interior

“O Governo do Estado teve o cuidado de solicitar analise de todos os contratos realizados, assim como todos aqueles que não estejam observados poderão continuar normalmente. No entanto, o diagnóstico deve apontar com mais detalhes, especialmente no interior do Amazonas”, afirmou o secretário da Seduc na capital.

Objetivando contar com a merenda escolar nas escolas e dar início ao ano letivo foram despachadas 1,4 toneladas de merenda e mantimentos escolares às calhas do Purus e Juruá e outras para as Calhas do Baixo Amazonas, Alto e Médio Solimões, Madeira e Rio Negro, informou.

Reportagem: Mercedes Guzmán

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here