SEC e Iphan assinam convênio para restauração do Pano de Boca do Teatro Amazonas

(Imagem: Divulgação)

No último sábado (29/12), no hall do Teatro Amazonas, o secretário de Cultura, Denilson Novo, e a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Manaus (Iphan-AM), Karla Bitar, assinaram o convênio para restauração do Pano de Boca do Teatro Amazonas.

A cerimônia contou com a exibição de um vídeo do ministro da cultura, Sérgio Sá Leitão, que falou sobre o investimento do MinCc, e com a participação do historiador otoni mesquita, que, na ocasião, lançou a nova edição do livro “Manaus: História e Arquitetura (1669-1915)”.

O processo de restauro do Pano de Boca do teatro, que está previsto para acontecer em dois anos, contará com recursos de aproximadamente R$ 1,5 milhão do Ministério da Cultura (MinC).

Durante a cerimônia de assinatura, a superintendente do Iphan, Karla Bitar, destacou a importância da guarda compartilhada do patrimônio, e disse que, com a celebração do convênio, era possível destacar o grande esforço e mérito do ministério da cultura em obter o recurso, assim como da secretaria de cultura que, a partir de algumas semanas, deverá iniciar os trabalhos de restauro.

O secretário de Cultura, Denilson Novo, afirmou que a assinatura do convênio é a realização de mais um importante passo dessa gestão cultural.

No último sábado (29/12), no hall do Teatro Amazonas, o secretário de Cultura, Denilson Novo, e a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Manaus (Iphan-AM), Karla Bitar, assinaram o convênio para restauração do Pano de Boca do Teatro Amazonas.

A cerimônia contou com a exibição de um vídeo do ministro da cultura, Sérgio Sá Leitão, que falou sobre o investimento do Minc, e com a participação do historiador otoni mesquita, que, na ocasião, lançou a nova edição do livro “Manaus: História e Arquitetura (1669-1915)”.

O processo de restauro do Pano de Boca do teatro, que está previsto para acontecer em dois anos, contará com recursos de aproximadamente R$ 1,5 milhão do Ministério da Cultura (Minc).

Durante a cerimônia de assinatura, a superintendente do Iphan, Karla Bitar, destacou a importância da guarda compartilhada do patrimônio, e disse que, com a celebração do convênio, era possível destacar o grande esforço e mérito do ministério da cultura em obter o recurso, assim como da secretaria de cultura que, a partir de algumas semanas, deverá iniciar os trabalhos de restauro.

O secretário de Cultura, Denilson Novo, afirmou que a assinatura do convênio é a realização de mais um importante passo dessa gestão cultural.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here