Seap recebe novas ambulâncias para o sistema prisional

(Foto: Divulgação/Seap)

Nesta semana, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) recebeu duas novas ambulâncias para atendimento nas unidades prisionais da capital. As aquisições são provenientes do Fundo Penitenciário do Estado do Amazonas (Fupeam), oriunda de recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O veículo “Master furgão” é adaptado para o transporte de presos e equipado com aparatos técnicos de resgate e primeiros socorros. As ambulâncias irão gerar um melhor apoio na área operacional, auxiliando no atendimento das solicitações em escoltas médicas hospitalares entre as penitenciárias e as unidades de saúde.

O secretário da Seap, tenente-coronel Vinícius Almeida, afirma que a aquisição das ambulâncias é de extrema importância para compor a frota de viaturas da secretaria. “Agora, poderemos atender de forma adequada as emergências médicas de internos, que são registradas nas unidades prisionais, dos quais precisam se deslocar para atendimento em unidades hospitalares de saúde”, avalia Almeida.

As ambulâncias serão destinadas para a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) e para a enfermaria psiquiátrica do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1), sendo disponibilizadas para atendimento nas demais unidades.

Funpen – O Fundo Penitenciário Nacional foi criado pela Lei Complementar nº 79, de 1994, no âmbito do Ministério da Justiça, com a finalidade de proporcionar recursos para financiar a modernização e o aprimoramento do sistema penitenciário brasileiro. Trata-se de um fundo de natureza contábil que integra o Orçamento Fiscal da União, o que significa que seus recursos devem ser dedicados exclusivamente às finalidades para as quais foi criado.

O Fundo Penitenciário do Estado do Amazonas (Fupeam) se destina a ampliar e dinamizar o desenvolvimento de programas, projetos e atividades relacionadas com o sistema penitenciário do Estado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here