Seap inaugura primeiro canil do CDPM 1

Foto: Divulgação/Seap

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) inaugurou, nesta quarta-feira (17/06), o primeiro canil do Centro de Detenção Provisório de Manaus 1 (CDPM 1), localizado no quilômetro oito, da BR-174 (Manaus-Boa Vista). O evento teve ainda a entrega de 30 certificados do Curso de Condutores de Cães em Ambiente Prisional para agentes de ressocialização.

Para a construção do canil, a unidade utilizou a mão de obra de seis internos do programa de ressocialização “Trabalhando a Liberdade”. Com a supervisão de colaboradores da área de manutenção da empresa cogestora, Umanizzare Gestão Prisional, os reeducandos realizaram serviços de alvenaria, hidráulica, elétrica, pintura, instalação de telhado e portões de ferro.

Inicialmente, o canil irá abrigar dois cães, mas a unidade traça planos para aumentar a capacidade. O secretário-executivo adjunto da Seap, coronel André Luiz Barros Gioia, comentou sobre a importância dos cachorros para o trabalho diário de uma unidade prisional, além dos avanços e melhorias realizadas pela atual gestão no sistema prisional do estado.

“Atualmente, nós temos muitas obras em todas as unidades. São grandes avanços, imensuráveis, e isso só é possível porque nossos diretores abraçaram a ideia. Tudo isso, nada mais é do que dar segurança para todos que trabalham aqui dentro”, disse Gioia.

O diretor do CDPM 1, Erivan Miller, destacou o comprometimento do Governo do Estado em oferecer condições para desenvolver o melhor trabalho possível. ”É notório o compromisso do Governo, em conjunto com a Seap, na ressocialização de seus reeducandos, na promoção de cursos de capacitação técnica e na implantação de projetos capazes de oportunizar a reinserção de seus custodiados na sociedade”.

Condutores de Cães – Trinta agentes de ressocialização receberam certificação do Curso de Condutores de Cães em Ambiente Prisional. A capacitação teve uma carga horária de 122 horas e as instruções práticas e teóricas foram fornecidas pela empresa Amazonas Fauna e Flora. “Com o curso, extraímos o melhor desempenho dos cães. É importante que sejam conduzidos por pessoas devidamente treinadas para atuar dentro do ambiente prisional”, analisou Miller.

Agentes da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM 2) e Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) também receberam capacitação este ano.

*Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here