Santa Luzia do Tiririca sem energia

A energia consumida pela comunidade é produzida por geradores a diesel
A energia consumida pela comunidade é produzida por geradores a diesel
A energia consumida pela comunidade é produzida por geradores a diesel

Da Redação – A comunidade de Santa Luzia do Tirica, no Rio Preto da Eva, reclama que o programa “Energia Para Todos” ainda não contemplou seus cidadãos. A queixa dos comunitários é porque a energia “parou’ na comunidade de Caramuri, prejudicando os moradores que se utilizam de energia movida por motores a diesel.

“Já era para a prefeitura ter agilizado a energia pra cá", reclama o comerciante Ednelson
“Já era para a prefeitura ter agilizado a energia pra cá”, reclama o comerciante Ednelson

Segundo o comerciante Ednelson Souza, o Dinho, a Escola Municipal São João está sem energia e tem prejudicado os alunos que estão sem aula. “Já era para a prefeitura ter agilizado a energia pra cá, mas parou em Caramuri e não sabemos porque a energia ainda não chegou até nossa comunidade”, lamenta Dinho, afirmando que seu comércio consome10 litros diário de dieses. “O litro do diesel custa R$ 28”, alfineta.

Uma região fértil de pescado

santa-luzia-sem-energia-blogdafloresta06Essas comunidades estão situadas numa região do município de Rio Preto da Eva, onde a pesca de tucunaré nesse período atrai pescadores profissionais daqui e de outros estados do país e até estrangeiros. Isto proporciona um comércio de mão-de-obra para os comunitários que servem de guia nas pequenas lanchas.
Essa região rica de pescado e bela por sua natureza tem seu acesso no km 130 da Rodovia AM-010, sentido Manaus/Itacoatiara. Devido às más condições do ramal, ainda sem asfalto, leva-se em torno de 30 a 40 minutos para se chegar a esse local, logo que o motorista sai da rodovia. (Texto e Fotos: JERSEY NAZARENO)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here