Saiba as regras para levar bagagem de mão e quanto custa despachar nos voos

Para evitar ainda mais confusão entre os passageiros, as companhias aéreas entraram em acordo para criar regras comuns para o transporte da bagagem

A permissão para a cobrança de bagagem despachada pelas companhias aéreas completou quatro anos neste mês de dezembro. A medida foi autorizada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) ao alterar uma resolução que trata dos direitos e deveres dos passageiros.

Depois de muita polêmica, os brasileiros passaram a se acostumar a viajar com menos bagagem, levando muitas vezes apenas a bagagem de mão. Essa nova tendência, no entanto, ainda gera muitas dúvidas nos passageiros. Quantas malas posso levar? Qual o tamanho máximo? O que é permitido e proibido na mala de mão? Quanto custa despachar uma bagagem?

Para evitar ainda mais confusão entre os passageiros, as companhias aéreas entraram em acordo para criar regras comuns para o transporte da bagagem. Esse acordo foi mediado pela Abear (Associação Brasileiras das Empresas Aéreas).

Veja as principais regras para o transporte de bagagem em voo.

Quantas malas posso levar e qual o tamanho?

As passagens mais baratas vendidas pelas companhias aéreas não incluem o despacho de bagagem. Nesse caso, o passageiro tem o direito de transportar gratuitamente apenas a bagagem de mão, com dimensões máximas de 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm de profundidade. Essas medidas incluem alças, rodinhas e bolsos externos.

Além dessa mala, os passageiros também podem levar dentro da cabine um item pessoal, que pode ser uma bolsa pequena, uma pasta de trabalho, uma mochila para notebook. Esse item pessoal deve ter até 43 cm de altura, 32 cm de largura e 22 cm de profundidade. O tamanho é menor porque deve ser guardado embaixo da poltrona durante o voo, já que o bagageiro superior deve ser destinado somente às malas maiores.

Outra limitação para a bagagem de mão está relacionada ao peso. Quando permitiu a cobrança de bagagem despachada, a Anac aumentou o limite de peso da bagagem de mão, que passou de 5 kg para 10 kg. O peso limite é a soma da mala de mão e do item pessoal levado pelo passageiro.

Itens proibidos na bagagem de mão

Alguns objetos não podem ser transportados na bagagem de mão ou na bolsa tanto em voos nacionais quanto internacionais:

• Armas e réplicas de armas, exceto para agentes públicos que comprovem estar realizando funções como escolta de autoridade ou atividade investigatória, por exemplo, com autorização da Polícia Federal e da Autoridade a qual representa. Passageiros que não se encaixem nesse perfil só podem transportar armas e munições como bagagem despachada (é necessário apresentar a autorização da Polícia Federal no momento do despacho).
• Objetos pontiagudos ou cortantes (tesoura com lâminas maiores de 6 cm, canivete, navalha etc.).
• Outros instrumentos que possam ferir (martelo, alicate, bastões etc.).
• Substâncias tóxicas, explosivas ou inflamáveis (aerossóis, fluido de isqueiro etc.).
• Em voos internacionais, não é permitido levar líquidos, géis e pastas em recipientes com mais de 100 ml de volume.

Itens liberados na bagagem de mão

Roupas, livros, objetos eletrônicos e outros itens que não representem risco à segurança estão liberados. Alguns objetos, no entanto, devem respeitar regras específicas para serem transportados como bagagem de mão:

• Aparelhos de barbear e tesouras arredondadas devem ter lâminas menores de 6 cm.
• Álcool em gel: em voos nacionais, máximo de 500ml ou 500 gramas por embalagem e de 2 litros ou 2 quilos no total, por pessoa, incluindo todos os demais itens pessoais que sejam classificados como artigo perigoso. Em voos internacionais, o limite é de 100 ml.
• Lixa de unha metálica somente sem ponta perfurante ou aresta cortante e com até 6 cm.
• Lapiseiras e canetas tinteiro apenas menores que 15 cm.
• Apenas um isqueiro (com gás ou fluido) por passageiro.
• Bastão de selfie, desde que o peso e volume não excedam os limites permitidos à bagagem de mão (somando com os outros volumes).
• Apenas em voos domésticos, pode-se levar no máximo cinco garrafas de bebida alcoólica de até um litro cada, desde que estejam lacradas e tenham teor alcoólico inferior a 70%.
• Também em voos domésticos, é possível levar até quatro unidades de spray de uso médico ou de higiene pessoal, em frascos de até 300 ml ou 300 g.
• Em voos internacionais, todos os líquidos e cremes em recipientes abaixo de 100 ml devem ser armazenados com folga dentro de um saco plástico transparente vedado de até um litro (20 cm x 20 cm).
• Líquidos adquiridos no free shop serão aceitos somente se estiverem em sacola selada, acompanhados das notas fiscais do dia do voo. No caso de conexão, consulte a loja para garantir que não terá problema na troca de aeronave.
• Alimentos de bebê, xaropes e soros devem ser levados somente na quantidade necessária para todo o período da viagem de ida (incluindo escalas e conexões).
• Se o voo for para os Estados Unidos, há um limite de 350 ml para substâncias em pó.

Quanto custa despachar mala

Caso a bagagem de mão exceda as dimensões limites ou o peso máximo ou contenha itens que são proibidos para o transporte na cabine do avião, o passageiro pode ser obrigado a despachar a mala.

Nesse caso, a companhia aérea pode cobrar pelo serviço. Os valores variam de acordo com a antecedência do pagamento e a quantidade de malas.

Gol:

1ª mala: R$ 60 com antecedência e R$ 120 no aeroporto
2ª mala: R$ 100 com antecedência e R$ 140 no aeroporto
3ª a 5ª mala (cada): R$ 130 com antecedência e R$ 220 no aeroporto

Latam:

O preço da bagagem dependerá da data do voo (temporada alta ou baixa), tarifa da passagem, antecedência da compra e rota.

1ª peça até 48 horas antes do voo: de R$ 33 a R$ 110
1ª peça menos de 48 horas antes do voo: de R$ 84 a R$ 150
2ª peça até 48 horas antes do voo: R$ 124
2ª peça menos de 48 horas antes do voo: R$ 185
3ª peça ou mais: de R$ 124 a R$ 275

Azul:

Os valores da primeira peça variam de acordo com a origem e destino. Consulte no fluxo de compra o valor.

1ª mala: a partir de R$ 40 com antecedência e R$ 120 no aeroporto
2ª mala: R$ 100 com antecedência e R$ 140 no aeroporto
3ª a 5ª mala (cada): R$ 130 com antecedência e R$ 220 no aeroporto

Fonte: CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here