Ronaldinho Gaúcho e irmão são presos no Paraguai com documentos falsos

Polícia paraguaia encontrou passaportes falsos de Ronaldinho e seu irmão Assis no local onde estavam hospedados. ─ Imagem: Reprodução

ASSUNÇÃO – O ex-jogador de futebol, Ronaldinho Gaúcho, e o irmão Assis foram presos nesta quarta-feira (4), no Paraguai, com passaportes falsos. A prisão ocorreu no momento em que ambos estavam jantando na suíte presidencial do Hotel Resort Yacht y Golf Club Paraguayo.

No momento do flagrante policial, o craque brasileiro pôs a culpa no empresário Wilmonde Souza Lira que teria repassado a documentação ainda no Brasil.

Por acordo do Mercosul, não há a necessidade de apresentar passaporte brasileiro para entrar no Paraguai. Este é, portanto, um dos pontos da investigação das autoridades paraguaias.

Contradição

Durante coletiva hoje (5), o promotor Frederico Delfino afirmou que os documentos foram retirados no mês de janeiro e entregues a Ronaldinho e Assis assim que os dois chegaram ao Paraguai. Isto entraria em contradição com a primeira versão dada. Delfino também informou que os números dos passaportes seriam de duas senhoras.

Após audiência, as autoridades paraguaias decidirão se farão uma denúncia contra os dois ou não.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here