Política

Rodrigo Guedes protocola projeto de lei que revoga aumento do salário dos vereadores

Nesta segunda-feira (04/01) o vereador Rodrigo Guedes (PSC), protocolou um projeto de lei para revogar o aumento de salário dos vereadores, que foi aprovado pela legislatura anterior em dezembro de 2020.

– Mesmo que tenha justificativa do ponto de vista técnico, no sentido de que há orçamento aqui da Câmara, que é um recurso orçamentário garantido para cá, mesmo que se justifique nesse sentido, do ponto de vista moral, do ponto de vista ético é inaceitável – afirmou o vereador recém empossado, Rodrigo Guedes.

A lei municipal 481/20 aumentou em 26% o salário dos vereadores, passando de R$ 15 mil para R$ 18,9 mil e a medida passa a valer a partir de 2022.

– Eu espero realmente mudanças, não dá mais para a gente marginalizar a política, não dá mais para o vereador andar na rua com vergonha de ser vereador, eu não posso ter vergonha porque eu não estou fazendo nada de errado – falou Rodrigo Guedes.

Por estarmos vivendo o atual contexto pandêmico instaurado pela crise do corona vírus, Rodrigo Guedes acredita que o aumento de salário dos vereados nesse momento é uma medida inoportuna, tendo em vista a crise econômica e o alto índice de desemprego que assola o país.

– O importante é que indo a plenário a gente pode saber quem votou contra e quem votou a favor – lembrou o vereador do Partido Social Cristão.

O orçamento aprovado da Prefeitura de Manaus para o ano de 2021 é 500 milhões inferior ao do ano passado, isso significa que o novo prefeito, David Almeida, precisará se esforçar para cortar gastos, justo em um momento onde os investimentos se fazem estritamente necessários, o vereador Rodrigo Guedes acredita que a Câmara possa ajudar a Prefeitura com medidas como essa.

– Eu sugiro a Câmara Municipal de Manaus que qualquer sobra de recurso ao invés de aumentar salario de vereadores, ao invés de fazer essa obra do estacionamento para os vereadores, que a gente devolva para a prefeitura, para a prefeitura investir por exemplo no hospital de campanha, na compra de respiradores, para prefeitura investir na saúde, na educação, ou na reforma da feira que tem aqui na frente da Câmara Municipal de Manaus, na Vila Olímpica que fica aqui atrás, mas não ficar gastando mais com parlamento, a gente não precisa gastar mais dinheiro com a política. – disse o ex-titular do Procon, Rodrigo Guedes.

Apesar de confessar ter “sentido algumas resistências” por parte dos seus colegas vereadores recém empossados, Rodrigo Guedes classificou o ato como um “gesto de nobreza com a população”.

Reportagem: Luciano Lima

Deixe um comentário