Residentes do CRDQ fazem provão do ensino médio

crdq1Pelo menos 60 residentes, entre homens e mulheres, do Centro de Reabilitação em Dependência Química Ismael Abdel Aziz, unidade da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), terão a oportunidade de concluir o Ensino Médio e dar prosseguimento aos seus estudos. Nesta terça-feira (30) eles foram submetidos, na própria unidade de tratamento, ao provão online de exame supletivo da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

A prova é via internet de será dividida em duas fases. A avaliação final está marcada para o próximo dia 16 deste mês. O aluno é submetido a provas das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Física, Química, Sociologia, Filosofia, Biologia, Ciências e Inglês. Cada avaliação contém 20 perguntas. Para ser aprovado, o aluno deve atingir 50% de acertos em cada prova. “Se o aluno não conseguir atingir os pontos necessários para aprovação, ele terá nova chance no futuro”, explica o professor da Gerência de Educação de Jovens e Adultos da Seduc, Luciano Caetano Lucas.

Os alunos aprovados estarão habilitados pela Seduc para dar prosseguimento a sua vida acadêmica. O residente Francisco Luiz Alves de Nazaré, de 57 anos, afirma que já tinha perdido a esperança de concluir o ensino médio e agora com a oportunidade, oferecida pelo Centro de Reabilitação, pensa em fazer até um curso superior. “Estava adormecido nos estudos, pois fazia muito tempo que não estudava. Quero concluir o ensino médio e depois fazer a faculdade de direito, para ser um advogado”, disse.

Desde que chegam a unidade de tratamento, os residentes recebem aprendizado reforçado como terapia ocupacional. Cada interno é avaliado, individualmente, por pedagogos do Centro e em seguida, inscritos no Departamento de Ensino da Seduc para continuação de seus estudos. “Damos ferramentas que possibilitam a reinserção social dos residentes. Acreditamos que assim terão acesso a uma melhor qualidade de vida, por esforço próprio”, ressalta a diretora do Centro de Reabilitação, Anna Lopes.

As avaliações estão acontecendo na sala de informática do Centro de Reabilitação, localizado no quilômetro 53 da Rodovia AM-010 (estrada que liga os municípios de Manaus a Rio Preto da Eva).

Cada aluno passou por um período de aprendizado e nivelamento que aconteceram nas salas de estudos do Centro de Reabilitação. “Trabalhamos cada aluno individualmente para que no dia da prova consigam a aprovação”, lembra a pedagoga, Mariângela Saldanha Marques.

Estavam aptos a fazer a prova, residentes com idade superior a 16 anos e que não concluíram o ensino médio por algum motivo. O resultado da avalição sairá em no máximo 24 horas, após o termino da avaliação.

Até o final do ano, os residentes que não concluíram o ensino fundamental terão a oportunidade de fazer o exame supletivo e posteriormente a conclusão do ensino médio por meio de avaliação online da Seduc.

Força extracampo – Os residentes do Centro de Reabilitação ganharam uma força extra para se prepararem para o provão supletivo da Seduc. A psicóloga Ilzimar Socorro Freitas de Farias que esteve com os residentes durante as aulas de reforço e os incentivou. “Trabalhamos o motivacional dos alunos. Eles precisam desse choque de energia positiva para atingir seus objetivos”, afirma.

Na mesma linha de pensamento da psicóloga está o residente Deuzamy Erik Mendes, 18 anos, que realizou a prova na tarde de ontem. Para ele o incentivo durante o preparatório da avaliação foi fundamental para atingir seu objetivo. “Estudei bastante, mas me sentia inseguro. Com a terapia da psicóloga, me senti melhor e mais disposto a vencer mais essa barreira”, concluiu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here