Saúde

Reino Unido pretende pagar pessoas para emagrecer

Pessoas com obesidade têm um maior risco de doença cardiovascular, diabetes, doenças degenerativas das articulações e alguns tipos de câncer, diz OMS. (Foto: Freeimages)

O governo do Reino Unido vai criar um programa nacional para incentivar a perda de peso que incluirá prêmios em dinheiro para britânicos dispostos a levar o plano de emagrecimento à sério. A estratégia é uma forma de reduzir as taxas de obesidade no país. A condição está descrita como um fator de risco para desfechos graves em casos de Covid-19.

Ao todo, serão investidas 100 milhões de libras (algo em torno de R$ 787 milhões) no programa. Desse montante, mais de 70 milhões serão destinados à criação de serviços de controle de peso, que serão disponibilizados pelo Sistema Nacional de Saúde britânico (NHS, da sigla em inglês) e parceiros. Os demais 30 milhões financiarão outras iniciativas para ajudar as pessoas a manter um peso saudável.

O pacote incluirá aulas gratuitas de combate ao excesso de peso, que serão oferecidas a 700 mil britânicos. Um dos parceiros do governo do Reino Unido será Keith Mills, fundador de dois programas de fidelidade do cliente que são sucesso no país. A ideia é que o empresário ajude o governo britânico a desenvolver incentivos e recompensas que estimulem as pessoas a seguir o plano de emagrecimento.

Parte do trabalho de Mills incluirá estudar esquemas de todo o mundo que incentivam a vida saudável. A princípio, serão desenvolvidos aplicativos de dieta, planos de perda de peso e formas de remunerar as pessoas que seguirem as estratégias estipuladas.

Obesidade como fator de risco para Covid-19

O aumento no financiamento para combater a obesidade no Reino Unido foi impulsionado por uma pesquisa conduzida pela Fundação Mundial da Obesidade divulgada na quinta-feira (4/3). O estudo descobriu que 2,2 milhões de 2,5 milhões de mortes no mundo provocadas pela Covid-19 ocorreram em países com altos níveis de obesidade.

Segundo o relatório, quanto maior a prevalência de obesidade, maior o índice de mortalidade. O Reino Unido ficou em quarto lugar na lista de países com maior número de obesos e tem a terceira maior taxa de mortes causadas pelo coronavírus.

Segundo o dossiê, os países com maior mortalidade e que têm mais da metade da população com excesso de peso são Bélgica, Eslovênia e Reino Unido, República Tcheca, Itália, Portugal, Montenegro e Estados Unidos.

Em entrevista ao The Sun, Rachel Batterham, professora do Royal College of Physicians, disse que a ligação entre os altos níveis de obesidade e as mortes causadas pela infecção por Sars-CoV-2 no Reino Unido é indiscutível.

“Com 30% das hospitalizações por Covid-19 no Reino Unido diretamente atribuídas ao sobrepeso e obesidade, e três quartos de todos os pacientes gravemente enfermos com sobrepeso ou obesidade, os custos humanos e financeiros são altos”, alertou Batterham. (Metrópoles)

Deixe um comentário