Reforma eleitoral cria censura na internet sem ordem judicial

Uma emenda incluída durante a madrugada de quinta-feira (5/10) no projeto da reforma política aprovado no Congresso permite censurar informações na internet mesmo sem ordem judicial. O texto fala em remoção de conteúdos da rede após denúncia de “discurso de ódio, disseminação de informações falsas ou ofensa em desfavor de partido, coligação, candidato ou de habilitado (à candidatura)”. A notícia está entre os principal destaques dos jornais O Estado de S.Paulo, O Globo e Folha de S.Paulo desta sexta-feira (6/10).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here