Quase duas toneladas de drogas e armamentos são apreendidos em Anori

A Polícia Militar do Amazonas, apreendeu na tarde de ontem (21), na zona rural do município de Anori, distante 194 km em linha reta de Manaus, quase duas toneladas de drogas, além de apreender dois fuzis de uso restrito das forças militares e diversos materiais em um acampamento montado possivelmente por traficantes de drogas que fugiram durante a ação policial.
De acordo com as informações da equipe de policiais do 1º Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Anori e 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM) localizado na Cidade de Manacapuru que atuaram na ação, na tarde de quinta-feira (22), por volta de 15h, após receberem uma denúncia via telefone Linha Direta da unidade militar, informando de um provável acampamento de supostos traficantes de drogas em uma área rural do município, prontamente, os policiais efetuaram deslocamento para averiguações na área.

Quando chegaram na localidade informada, uma comunidade denominada de Cuxuara, durante as buscas, localizaram uma canoa possivelmente dos infratores escondida em meio a uma área de matagal e a equipe de policiais realizou um cerco pela mata, surpreendendo o grupo de infratores que se reuniam em um acampamento. No momento em que perceberam a aproximação dos policiais, os criminosos começaram a disparar contra a equipe, que revidou e conseguiu avançar contra o bando e tomar o acampamento.

Ainda segundo a equipe policial, os infratores empreenderam fuga pela floresta, e largaram para trás o armamento de grosso calibre, (01) um fuzil modelo AR-15 e (01) um fuzil M-16, todos com munições; vários tipos de drogas possivelmente dos tipos skank, oxi e cocaína, que totalizaram cerca de 2 toneladas encontradas em uma canoa equipada com motor de popa 30 Hp, todos os materiais apreendidos, conduzidos e apresentados a delegacia de
Anori para em seguida serem realizados os procedimentos legais de polícia judiciária. Mesmo tendo efetuado buscas pelo bando na floresta, os infratores não foram localizados, a polícia civil vai continuar com as investigações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here