Prótese ocular de graça na Policlínica Codajás

Os interessados podem fazer as inscrições até 16 de fevereiro
Os interessados podem fazer as inscrições até 16 de fevereiro
Os interessados podem fazer as inscrições até 16 de fevereiro

Da Redação – A perda dos olhos, ou um dos olhos, representa uma situação muito angustiante e desagradável ao individuo na convivência em sociedade, além do problema de não ver, no caso de cegueira total, existe a questão estética, que também, influi de maneira arrasadora na relação do individuo em sua vida cotidiana. 

protese-ocular-policlinica-codajas-01Para as pessoas que quiserem participar por serem carentes dessa necessidade, é de graça, mas é preciso fazer a inscrição no CER III – Módulo Visual, que funciona na Policlínica Codajás, todos os dias, de segunda a sexta, das 7h às 12h, na Rua Codajás, nº 22, Cachoeirinha, zona sul de Manaus, apresentando os seguintes documentos: carteira de identidade, ou registro de nascimento (caso seja menor de idade), CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência, com originais e cópia, até 16 de fevereiro de 2016.

Na perspectiva de melhorar a vida dessas pessoas é que o Governo do Estado, através da Policlínica Codajás, e o Centro Especializado em Reabilitação tipo III (CER III), nos dias 15 e 16 de fevereiro realizará a entrega definitiva de próteses oculares à 110 usuários inscritos no centro.

protese-ocular-policlinica-codajas-02As próteses oculares, além da questão aparente, são utilizadas para manter a cavidade dos olhos preenchida, com suas possíveis funções, como por exemplo: manter a resistência dos músculos das pálpebras, manter a normalidade das vias excretoras de lagrimas e, principalmente deixar satisfeito o usuário na questão de sua aparência; a estética de seu rosto é fundamental.

protese-ocular-policlinica-codajas-03Geralmente pessoas com esses problemas podem apresentar, no decorrer das suas vidas, dificuldades em estabelecer vínculos afetivos, de seguir em frente na sua caminhada, diante de novas circunstancias, que é superar sentimento de inferioridade, e rejeição nas suas relações. A falta de independência denota essa necessidade de apoio e encorajamento. O CER III, da Policlínica Codajás, com sua equipe multidisciplinar, existe com essa finalidade de, justamente, apoiar para melhorar a vida de quem os procura. É a cidadania ao alcance de todos, através do poder público. /// (Texto e Fotos: David Almeida)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here