Projetos da Potássio do Brasil irão priorizar contratações no AM

Foto: Divulgação

A Potássio do Brasil acredita que a melhor forma de atingir resultados sustentáveis ao longo do tempo é priorizando a contratação de pessoas que vivem próximas ao local de implantação de seus projetos.

“Acreditamos que, quando contratamos pessoas que moram nas proximidades do local de implantação de nossos projetos, estamos valorizando diretamente toda região, melhorando a qualidade de vida da população, fortalecendo a economia local e reduzindo eventuais impactos sociais. Por isso, temos o compromisso de contratar, no mínimo, 80% das pessoas nas regiões de Autazes e de Itapiranga, onde inicialmente temos projetos em diferentes fases. Lembrando que temos a previsão de geração de cerca de 8.000 empregos em cada localidade”, comentou Lúcio Rabelo, Diretor de Sustentabilidade da Potássio do Brasil.

Para garantir que haja trabalhadores aptos a atender às necessidades do Projeto Potássio, com a qualidade necessária, a Potássio do Brasil está firmando parcerias com diversas entidades públicas e privadas, afim de executar os Programas de Capacitação de Mão de Obra e Fortalecimento e Diversificação da Economia Local. Entre essas entidades estão a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Amazonas (IDAM), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP).

Para saber mais sobre todos os planos e programas da Potássio do Brasil, acesse o site clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here