Programa de Recuperação Fiscal do Município de Manaus é aprovado por unanimidade na CMM

FOTO: AGUILAR ABECASSIS/CMM

Foi aprovado por unanimidade nesta terça-feira (5/11) na Câmara Municipal de Manaus (CMM) o Programa de Recuperação Fiscal do Município de Manaus (Refis), para pagamento dos créditos tributários em atraso, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. O projeto, que tramitou em regime de urgência, foi deliberado em sessão ordinária desta terça, que foi suspensa após o termino da pauta, para reunião conjunta das comissões de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e de Finanças, Economia e Orçamento (CFEO) que deram parecer favorável à matéria. Agora o projeto segue à sanção do prefeito Arthur Neto (PSDB).

Por meio do Refis, o Executivo concede desconto de multas e juros de mora e de multa por infração à legislação tributária para critérios tributários, cujos fatos geradores tenham ocorrido até 1° de janeiro de 2018.

O crédito tributário poderá ser parcelado em até 48 parcelas mensais e sucessivas, convertidas em Unidade Fiscal do Município (UFM), no período estabelecido, com redução do valor correspondente à multa e aos juros de mora e à multa por infração.

Com o programa, o contribuinte poderá liquidar o débito fiscal em até 48 parcelas ou com desconto de 100% em parcela única. Se negociar em duas ou três parcelas, o desconto será de 80%; caso o pagamento seja de sete a 12 parcelas, o desconto será de 70%; para pagamentos de 13 a 24 parcelas, desconto de 60%; de 25 a 36 parcelas, desconto de 50% e de 37 a 48 parcelas o desconto dera de 40%.

De acordo com o líder do governo municipal na CMM, vereador Marcel Alexandre (PHS), somente no ano passado, o Refis conseguiu arrecadar mais de R$ 100 milhões de reais, regularizando a situação de 11.200 contribuintes, e que a expectativa para este ano é positiva. “É um programa que ajuda muito o contribuinte em débito, que pode aproveitar o fim do ano para se regularizar, passamos por uma crise que afetou muitas pessoas que não puderam honrar com seus compromissos, e por isso o Executivo Municipal entende a importância deste programa”, disse.

Opinião compartilhada pelo presidente da CMM, vereador Joelson Silva (PSDB), que destacou a grande adesão ao Refis que todos os anos oportuniza aos contribuintes a chance de regularização e alavanca a economia local. “Sabemos que em Manaus tem muitos empresários com dívidas em aberto, que precisam de incentivos para quitar os débitos, o que é oferecido por meio deste programa, que dá a esta classe a oportunidade de continuar investindo e gerando emprego e renda na cidade”.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Finanças (Semef), Lourival Praia, a crise pela qual o Brasil passou, prejudicou muitas empresas que não conseguiram pagar as dívidas ativas como o Imposto sobre Serviços (ISS), Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), alvará de funcionamento e autos de infração, e que, portanto, essa é uma excelente oportunidade de começar 2020 com o nome limpo. “Isso é muito importante também para a prefeitura, que arrecada os valores em atraso, é uma vantagem muito importante inclusive para quem puder pagar à vista, que ganha 100% nas multas referente ao valor devido”, salientou Lourival.

Para fazer a negociação, o contribuinte deverá requerer o benefício até o dia 27 de dezembro de 2019, por meio do portal de serviços semefatende.manaus.am.gov.br, ou em qualquer um dos postos de atendimento da Semef.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here