Professor acaba em delegacia após afirmar estar dando aula com Covid-19

V Colégio Militar da Polícia Militar do Amazonas (CMPM) suspendeu atividades em Manaus — Foto: Carolina Diniz

Um professor do Colégio Militar da Polícia Militar V, em Manaus, foi levado à delegacia após afirmar que estava ministrando aulas mesmo depois de testar positivo para Covid-19. Por mensagem, ele teria dito a outros professores, que “gosta de contaminar os outros”.

Na quarta-feira (12), a unidade suspendeu as aulas de última hora para processo de desinfecção. A Polícia Militar informou, na ocasião, que não havia casos confirmados de coronavírus e que apenas cumpria determinação da Seduc.

De acordo com o TCO registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a gestora da unidade relatou que em um grupo de mensagens por aplicativo, o professor – que dá aulas para o 1º ano do ensino médio – teria afirmado que testou positivo em um exame realizado no último dia 5, mas como não apresentava sintomas, continuou comparecendo à escola.

O professor foi encaminhado à delegacia pela gestora da unidade escolar e ficou detido durante o procedimento de registro. Em seguida, prestou depoimento e foi liberado.

A Polícia Militar informou que, além de registrar o caso na delegacia, a gestão da unidade de ensino irá adotar medidas administrativas em relação a conduta do professor, que poderá resultar no afastamento de suas funções, caso seja comprovado que ele estava em período de transmissão da doença e mesmo assim frequentou às aulas.

A Secretaria de Educação (Seduc) informou, por meio de nota, que informações sobre as escolas militares devem ser obtidas junto às gestões militares, e que não são de responsabilidade da Secretaria.

O caso será encaminhado para o 12º DIP, no Parque das Laranjeiras, responsável pela região. Se confirmado, o professor pode responder pelo crime de infração de medida sanitária preventiva, com pena de um mês a um ano de prisão.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here