Mundo

Premier britânico Boris Johnson casa ’em segredo’

Cerimônia foi adiada por causa da pandemia.

Downing Street confirmou neste domingo (30) que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, se casou no sábado (29) com sua noiva, Carrie Symonds, durante uma cerimônia que a imprensa classificou de “secreta”.

Os jornais Mail on Sunday e The Sun informaram no sábado que Johnson, de 56 anos e conhecido por sua agitada vida amorosa, casou com Symonds, 33 anos, na catedral católica de Westminster na presença de amigos e familiares.

“O primeiro-ministro e a senhora Symonds se casaram ontem à tarde, durante uma pequena cerimônia na catedral de Westminster”, afirmou o porta-voz de Downing Street, antes acrescentar que o casal celebrará a ocasião “com a família e amigos no próximo verão” (hemisfério norte, inverno no Brasil).

Johnson é o segundo primeiro-ministro britânico que se casa durante o mandato. O primeiro foi Robert Jenkinson em 1822.

O casamento estava programado para o ano passado, mas foi adiado por causa da pandemia. O casal anunciou o noivado em dezembro de 2019 e tem um filho de um ano, Wilfred.

Trinta pessoas – o máximo autorizado atualmente – compareceram à cerimônia, após um convite de último minuto, segundo o Mail on Sunday.

“Meus parabéns ao primeiro-ministro e a Carrie Symonds por sua união”, afirmou neste domingo Nadhim Zahawi, secretário de Estado para a campanha de vacinação, que não compareceu à cerimônia, ao canal Sky News.

O casamento foi oficializado pelo mesmo padre que batizou o filho do casal – que também estava presente -, informou o jornal The Sun.

Boris Johnson já havia se casado duas vezes. Ele tem quatro filhos com a esposa anterior, a advogada Marina Wheeler, de quem se separou em 2018. Ele também teria uma filha de um caso extraconjugal.

Quando foi eleito em 2019, Johnson se tornou o primeiro chefe de Governo a morar em Downing Street com a companheira, mas sem estar casado.

Carrie Symonds, ex-diretora de Comunicação do Partido Conservador, teve o filho poucas semanas depois de Johnson receber alta da UTI, onde permaneceu internado depois de contrair o coronavírus. (AFP)

Deixe um comentário