Transporte

Prefeitura reúne com Sindicato dos Rodoviários para discutir ações trabalhistas da empresa viação Açaí

FOTO: DIVULGAÇÃO / IMMU

A Prefeitura de Manaus, via Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), e a Procuradoria Geral do Município (PGM), iniciou nesta terça-feira, 27/7, por meio de uma reunião, as tratativas sobre as ações indenizatórias dos funcionários da empresa Açaí Transporte Coletivo, que no dia 8 deste mês, deixou de operar o sistema de transporte urbano da capital.

O encontro ocorreu na sede do IMMU, na Cachoeirinha, zona Sul, com a presença do diretor-presidente do instituto, Paulo Henrique Martins, o procurador-geral do município, Marco Aurélio Choy, e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), Givancir Oliveira.

“Assim como o prefeito David Almeida não mediu esforços para assegurar o atendimento aos usuários das linhas atendidas pela viação Açaí, ele também está atento às demandas dos colaboradores da empresa”, informou Paulo Henrique Martins. O procurador-geral do município, Marco Aurélio Choy, assegurou durante a reunião, ao presidente do Sindicato dos Rodoviários, que a PGM está acompanhando todas as ações que se encontram na Justiça do Trabalho.

A empresa Açaí operava na zona Norte com 11 linhas alimentadoras e troncais e tinha a frota de 65 carros, atendendo diariamente em torno de 18.500 passageiros. Para realizar os ajustes da frota, o IMMU realocou os ônibus da viação para as empresas Líder, São Pedro, Integração, Via Verde, Rondônia, Coroado e Vegas, para não prejudicar a demanda de usuários do setor.

Deixe um comentário