Prefeitura realiza balanço final de ações da operação Cheia 2020

A Defesa Civil continua monitorando as áreas vulneráveis à cheia 2020, explica o secretário Cláudio Belém. ─ Foto: Divulgação/Defesa Civil

Uma reunião on-line de balanço final das ações da operação Cheia 2020 foi realizada nesta segunda-feira, 17/8, pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus. Os trabalhos iniciaram em janeiro deste ano com o monitoramento dos 15 bairros passíveis de alagações devido a subida do rio Negro.

A vídeoconferência foi organizada pela Secretaria Executiva do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (SEGGIM) com a participação de representantes das secretarias municipais de Saúde (Semsa), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), de Agricultura, Abastecimento e Comércio Informal (Semacc) e Guarda Municipal.

O secretário executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém, explicou que mesmo diante da pandemia da Covid-19, por determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, a Defesa Civil continuou monitorando as áreas vulneráveis à cheia 2020 e acompanhando os alertas do Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

“Mesmo com o pronunciamento dos alertas que indicavam a média da subida do rio Negro de uma cheia que não atingisse a cota de emergência, continuamos verificando a necessidade de construir pontes provisórias de acesso em alguns pontos da cidade atingidos pelo fenômeno”, informou.

Conforme levantamento divulgado durante a vídeoconferência, ao todo foram construídos cerca de 500 metros de pontes provisórias nos bairros Aparecida, Tarumã, São Jorge, Educandos e Mauazinho.

Além da Semsa, Semasc, Semacc e Guarda Municipal, participaram também das ações as equipes da Visa Manaus do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), além da Polícia Militar do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here