Prefeitura realiza a 5ª Edição da Pedalada e Caminhada da Inclusão

(Foto.Altemar Alcantara/Semcom)

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou neste sábado, 6/4, à tarde, a 5ª Edição da Pedalada e Caminhada da Inclusão, em alusão a Semana Municipal do Autismo. Mais de 500 pessoas, entre pais de alunos da Educação Especial e interessados na causa, participaram da ação que aconteceu no Complexo Turístico da Ponta Negra, zona Oeste de Manaus.

O evento faz parte das ações dos Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas) da Semed e tem como objetivo promover interação entre as pessoas de forma educativa, compartilhando momentos de lazer e informação referente ao acompanhamento e característica do Transtorno do Espectro Autista (TEA), além de chamar a atenção da sociedade para inclusão à pessoa com deficiência.

A Semed atende atualmente 5.347 alunos com deficiências variadas, destes 1,5 mil são autistas e estão matriculados em uma das 496 unidades de ensino da rede municipal.

Trabalhando a inclusão, há sete anos a rede municipal de ensino realiza eventos esportivos por meio do Jaavas, que visa divulgar e oportunizar a participação dos PCDs em modalidades adaptadas e jogos recreativos adaptados.

“Esta é a quinta edição da Pedalada e Caminhada da Inclusão, que promovemos para chamar a atenção da população sobre a importância de integrar, respeitar, incluir e combater o preconceito, conforme as orientações do prefeito Arthur Neto.  Como responsáveis pela política municipal de educação em Manaus é importante que desenvolvamos ações com o intuito de promover os direitos e inclusão dos nossos estudantes. Nossos alunos com deficiência nos ensinam muito sobre os nossos limites. Todo mundo tem algum tipo de limitação e quando convivemos com pessoas com deficiência aprendemos a ir além, a nos superar”, comentou a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt.

(Foto: Altemar Alcantara/Semcom)

Para a coordenadora do Jaavas, Shirley Amaral, a participação de pais de alunos e principalmente de pessoas envolvidas na causa é uma forma de conscientizar a sociedade de que mesmo o autismo não tendo cura, é possível o autista levar uma vida igual a qualquer outra pessoa.

“O autista precisa apenas de um tratamento com acompanhamento, existem meios que socialização para a pessoa. Esse evento é para isso, mostrar para a sociedade que o autismo não é uma doença. E que é possível sim que uma pessoa autista, mesmo querendo viver apenas no mundo dela, consiga conviver em sociedade”, informou Shirley.

Tanto a caminhada quanto a pedalada partiram do anfiteatro da Ponta Negra, porém a caminhada teve um percurso de 3 km indo até a rotatória com retorno ao ponto de partida. Já a pedalada teve um percurso de 8 km indo até o shopping Ponta Negra, e também retornando ao anfiteatro.

Reconhecimento

O eletricista, Orlean Cavalcante, pai do pequeno, Orlean Júnior de Oliveira, de 4 anos, aluno do 1º período no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Hermann Gmeiner, que fica na Aldeia SOS do bairro Alvorada, zona Centro-Oeste da cidade, participou da caminhada e agradeceu ao emprenho da escola, da professora e da Prefeitura de Manaus, por meio da Semed, no desenvolvimento do filho.

“Antes dele começar a estudar, era um menino quieto, não fazia amizade, sempre ficava no cantinho dele e não brincava com ninguém. Agora ele brinca, convive socialmente com outras crianças e essa mudança eu devo à escola, aos professores e a Semed”, comentou Orlean.

Parceria

Para a realização do evento a Semed contou com a ajuda das secretarias municipais da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Limpeza Pública (Semulsp), Saúde (Semsa), dos instituto municipais de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e de Planejamento Urbano (Implurb), além das instituições como Instituto do Autismo, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae – AM), Agir, EAMAR, Cineazul e Borboletas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here