Prefeitura e artesãos alinham estratégias para a realocação

prefeitura-e-artesaos-tenreiro-aranha-1Artesãos da Praça Tenreiro Aranha, no Centro, participaram, nesta quinta-feira, 30, de uma reunião com representantes de órgãos da prefeitura para o alinhamento das estratégias para a realocação dos trabalhadores que vão deixar o espaço. A reunião envolveu a Subsecretaria Municipal do Centro Histórico (Subsemch), Ouvidoria Municipal e a Secretaria Municipal de Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef). Durante o encontro, os artesãos sugeriram três áreas para a análise da prefeitura.

“Nós vamos analisar a viabilidade de todas as sugestões que eles estão nos trazendo. Estamos aqui para encontrar junto com eles a melhor solução, de forma que a mudança de local não seja tão impactante”, explicou o subsecretário do Centro, Glauco Francesco.

prefeitura-e-artesaos-tenreiro-aranha-2Os 45 artesãos que serão realocados da Praça Tenreiro Aranha terão direito à Bolsa Auxílio no valor de R$1.000,00 pagos pelo Fumipeq, por todo o período em que estiverem no local provisório. Eles também vão receber uma cesta básica mensal.

Uma comissão de cinco artesãos foi formada, para acompanhar, a partir desta quinta-feira, todas as decisões sobre a mudança, tais como local para onde serão realocados, discussão sobre layout, andamento das obras e como vai funcionar o processo de realocação.

prefeitura-e-artesaos-tenreiro-aranha-3“Nós ficamos preocupados, porque são anos trabalhando nesse local. A mudança assusta. Por isso pedimos a reunião, pra entender melhor como vai ser esse processo, saber se tem duração, e o mais importante, para onde vamos. Mas sabemos que a prefeitura está buscando uma boa solução para nós”, declarou Jacy Nunes, integrante da comissão.

Ainda de acordo com o subsecretário do Centro Histórico, é muito importante que todo esse processo seja construído junto aos artesãos. “Hoje ainda, vamos começar a estudar a viabilidade dos locais sugeridos e no início da próxima semana vamos chamar a comissão para uma reunião, na qual vamos informá-los sobre as adaptações que serão necessárias e acertar, junto com eles, todos os detalhes da realocação. Um dos compromissos do prefeito Arthur Virgílio Neto no processo de requalificação do Centro Histórico, é causar o mínimo de transtorno, possível aos trabalhadores”, finalizou Glauco Francesco.

A Praça Tenreiro Aranha, bem como as ruas do entorno da Praça, entram em reforma no mês de agosto.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here