Prefeitura adota medidas de emergência para atender passageiros da zona Leste atingidos pela paralisação da Global Green

Nove concessionárias operam o transporte coletivo de Manaus transportando, em média, 750 mil passageiros em 229 linhas

artur-neto-greve-onibus03

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), adotou medidas emergenciais assim que tomou conhecimento da paralisação de trabalhadores rodoviários da empresa Global Green, na manhã desta segunda-feira,, encaminhando fiscalização às garagens e solicitando o reforço da frota das linhas operadas por outras empresas que atendem os bairros afetados pela paralisação.

Os micro-ônibus do transporte Alternativo foram liberados para ampliarem seu itinerário e seguirem até o centro da cidade. As negociações estão em andamento para que a operação das linhas da Global voltem à normalidade o mais breve possível.

A paralisação dos trabalhadores rodoviários da empresa Global Green impediu que 239 ônibus do transporte coletivo circulassem na manhã desta segunda-feira, 14, e foi motivada pelo assassinado de um motorista da empresa, durante assalto ocorrido na linha em que ele trabalhava, na noite de domingo, 13. A Global opera 39 linhas que atendem, principalmente, bairros da zona Leste da cidade. 

Desde o início deste ano, a SMTU tem atuado junto aos órgãos de segurança, Sinetram e Sindicato dos Rodoviários para, em conjunto, buscar soluções para garantir mais segurança ao transporte coletivo, principalmente no sentido de fornecer informações que possam direcionar as ações de segurança.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here