Cidades

Prefeito de Autazes assina Decreto de transparência para vacinação de profissionais da saúde no município

"É obrigação de todo gestor público dar transparência, sobretudo nesse momento tão difícil que todos nós estamos vivendo", afirmou Andreson Lima.

Prezando pela transparência na campanha de vacinação contra a Covid-19, referente ao grupo prioritário (profissionais de saúde), que atuam na linha de frente desde o início da pandemia, o prefeito de Autazes (a 108 quilômetros de Manaus), Andreson Cavalcante (PSC), assinou um decreto na última quarta-feira (21), que impõe as diretrizes de como será realizado o processo. Autazes recebeu um total de 5.928 doses, a serem distribuídas junto aos grupos prioritários do município.

“É obrigação de todo gestor público dar transparência, sobretudo nesse momento tão difícil que todos nós estamos vivendo. Considerei baixar esse Decreto para que todos os profissionais de saúde que estão no enfrentamento à crise do Covid tenham esse direito com transparência, para que não tenha desvio nem apadrinhamento, e que se faça justiça pelo critério estabelecido pelo Ministério da Saúde. Todos que irão receber a dose poderão ter os nomes divulgados, a função e a fotografia no momento em que estiver recebendo a dose. Espero que outros gestores também tenham essa atitude”, ressalta o prefeito Andreson.

O Decreto 016/2021, de 21 de janeiro de 2021, considera o início do Plano Nacional de Imunização (PNI), contra a Covid-19, em andamento em todos os municípios da Federação; assim como a necessidade de controle legal no direcionamento da distribuição, seguindo rigorosamente as orientações do Ministério da Saúde; e, a necessidade de dar ampla transparência, no que se refere ao monitoramento adequado das pessoas que receberão as doses iniciais.

De acordo com os Artigos 1º e 2º, na identificação dos profissionais de saúde contemplados nesta primeira etapa de vacinação contra a Covid-19, em Autazes, deverá constar: Nome completo; Cargo; Lotação; e, Registro fotográfico individual da vacinação.

Vale ressaltar que o município recebeu 5.928 doses, a serem distribuídas da seguinte forma: População indígena (total de 5.602 doses) distribuídas para o Polo Pantaleão (4.592 doses) e Polo Murutinga (1.010 doses), e Profissionais de Saúde (sede do município) (326 doses).

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário