Prefeito anuncia melhorias para os trabalhadores do Sistema de Transporte Coletivo

“Agora eles conquistaram os benefícios que merecem", destacou Artur Neto
“Agora eles conquistaram os benefícios que merecem”, destacou Artur Neto

Mais segurança e tranquilidade para trabalhadores e usuários do sistema de transporte coletivo. Nesta quarta-feira, 27, o prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, pôs fim ao impasse entre a categoria e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram). Durante entrevista coletiva, concedida no Centro Cultural Palácio Rio Branco, no Centro, foi divulgado o acordo que prevê aumento de 8% nos salários de motoristas e cobradores.

“Agora eles conquistaram os benefícios que merecem, porque não pediram nada absurdo e que não fosse possível de ser atendido. Com isso, passarão a receber o primeiro melhor salário do país”, destacou o prefeito. “É importante ressaltar também que essa é uma conquista que não vai impactar na tarifa, porque, graças ao entendimento com o Governo do Estado, manteremos o subsídio ao sistema”, completou.

Ainda segundo o prefeito, a cidade de Manaus se beneficia com o acordo que “traz paz para o sistema”, disse. “A prefeitura também ganha, porque agora os rodoviários estarão enquadrados na parcela da população que paga Imposto de Renda, provando que houve ganhos concretos e reais para eles. Isso me deixa muito feliz e vamos continuar avançando”, completou.

ARTUR-TRANSPORTE-01Os trabalhadores receberão o reajuste salarial de 8% no salário mais R$ 210, referente à cesta básica. Ao dia, eles terão R$ 12,50 para a refeição e ainda R$ 6,50 de vale lanche. “Os motoristas, por exemplo, terão aumento no salário de R$ 1.938 para R$ 2.093”, disse o prefeito, referindo-se aos 8%.

“Estamos muito contentes com o resultado. Essa é uma luta que já durava sete anos e que agora chegou ao fim. Agradecemos ao prefeito, que foi fundamental para o desenrolar positivo dessa história e esperamos que o acordo seja cumprido”, disse o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givanci Oliveira.

De acordo com o presidente do Sinetram, Algacir Gurgacz, cerca de 98% das cláusulas do dissídio coletivo, que começou a ser revisto no início do mês, já foram aprovadas. “A expectativa é que no primeiro pagamento correspondente à aprovação, no dia 5 de junho, os trabalhadores já recebam os reajustes”, garantiu.

Ainda segundo Gurgacz, as empresas do sistema de transporte coletivo avançaram muito em dois anos com a implantação do Acordo Operacional das Empresas do Sistema de Transporte Coletivo (Acop). “Com o modelo adotado pela prefeitura, foi possível unificar o sistema, acabando com o atendimento setorial de cada empresa. Hoje, podemos rapidamente remanejar linhas pouco utilizadas em uma localidade para outra com mais demanda. Além de todas as melhorias já inseridas nos ônibus, como o sistema de localização e câmeras de monitoramento”, pontou.

ARTUR-TRANSPORTE-03Mais melhorias

A meta da prefeitura é que até o final de 2016 já seja possível aumentar o Índice de Passageiros por Quilômetro (IPK), possibilitando, entre outras melhorias, a não oneração da tarifa do sistema de transporte coletivo. Entre as medidas que ainda serão adotadas para que o objetivo seja alcançado, está a implantação de outros seis trechos da Faixa Azul, além de uma nova via que ligará o Terminal da Cidade Nova (T3) à Constantino Nery.

“Precisamos também fazer com que, cada vez mais, os usuários façam uso do sistema de integração temporal para efetivarmos a carga a bordo, que além de permitir a recarga do cartão Passa Fácil dentro dos próprios ônibus, também vai acabar com o uso do dinheiro na catraca. Reduzindo, assim, com os assaltos dentro dos coletivos”, afirmou o superintendente municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here