Prédio desaba em Fortaleza deixando feridos, desaparecidos e um morto

Imagem: Reprodução

Um prédio de sete andares desabou na manhã desta terça-feira, em Fortaleza, no Ceará. O edifício Andrea estava localizado na esquina da Rua Tomás Acioli com a Rua Tibúrcio Cavalcante, no bairro Dionísio Torres. Segundo o Corpo de Bombeiros, até às 15h11 uma pessoa morreu, outras nove foram resgatadas com vida do local e 10 pessoas são consideradas desaparecidas. No início da tarde, o Comandante do Corpo de Bombeiros chegou a informar o total de dois mortos, mas o número foi corrigido depois pela corporação.

Duas pessoas foram resgatas pouco depois de 15h. Uma estava em um hall perto do elevador e outra no mercadinho ao lado do edifício, que também foi atingido.

— Estamos fazendo um trabalho de formiguinha para resgatá-los, como também as outras dez pessoas reclamadas pelas famílias — disse o coronel bombeiro Clayton Bezerra, comandante da operação de resgate.

O tenente Romário, assessor do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do Ceará, em entrevista à “GloboNews” explicou a dinâmica do trabalho dos militares.

— Começamos o resgate na parte mais alta do prédio, onde é mais fácil encontrar pessoas. Mas são muitas as camadas e não podemos usar escavadeiras porque isso poderia machucar quem está no local. Procuramos ouvir algum sinal que indique a presença de pessoas nos destroços. Esse trabalho pode demorar dias — disse Tenente Romário, assessor do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do Ceará, em entrevista à “GloboNews”.

O desabamento ocorreu por volta das 10h30min. Ao menos seis equipes do Corpo de Bombeiros estão no local, além de viaturas da Polícia Militar e de agentes da Defesa Civil. As equipes de resgate têm o auxílio de cães farejadoresdrones e uma plataforma mecânica que possibilita uma visão elevada para fazer as buscas.

A Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza informou, em nota, que instalou um comitê de crise para atender as vítimas.

— Eu estava em casa. Ouvi um barulho forte. Como se fosse uma batida de caminhão, coisa do tipo. Em seguida ouvi um barulho desencadeado. Olhei pela janela e vi poeira muito forte e gente correndo — disse Mário Ferreira, morador da região, ao “G1”.

O Corpo de Bombeiros pediu para que todos os moradores deixem suas residências, pois há risco de explosões devido a um possível vazamento de gás, além do risco de choque elétrico por conta de cabos de energia espalhados pela rua.

— Uma loja ao lado do prédio foi afetada. Do outro lado há uma residência que aparentemente não sofreu danos, mas é só aparência. Vamos precisar de uma vistoria — ressaltou o Tenente Romário.

O governador do Ceará, Camilo Santana, cancelou agenda que cumpriria em Brasília e vai retornar ao estado para acompanhar o trabalho de resgate no local.

fonte: extra

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here