Ponte no bairro da Paz que desabou será reconstruída

artur-ponte-bairro-da´-paz01O prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, determinou a reconstrução imediata da ponte que desabou na travessa Henoch Reis, no bairro da Paz, zona Centro-Oeste, bem como a construção de uma passarela para auxiliar o deslocamento dos pedestres. As determinações foram dadas durante visita do prefeito ao local, na tarde desta terça-feira, 4.

A ponte foi construída, há mais de 20 anos, em uma via secundária, que não compromete o fluxo dos veículos, mas ainda assim o prefeito garantiu que o trabalho será realizado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) com rapidez, mas de forma responsável para devolver, no menor tempo possível, a ponte mais moderna e resistente.

artur-ponte-bairro-da´-paz02“Isso aqui era uma obra imperfeita, provisória e por isso não aguentou. Agora, vamos fazer uma obra muito correta com concreto, que seja duradoura. Hoje (quinta-feira), estamos realizando o trabalho imediato e a retirada dos entulhos. Vamos fazer uma ponte de madeira para evitar o isolamento dos moradores da travessa Henoch Reis. Nosso objetivo é fazer tudo de forma rápida e responsável para evitar que os trabalhos coincidam com o período chuvoso. Para isso, vou fiscalizar de perto”, garantiu.

O diretor de engenharia da Seminf, Antônio Nelson, explicou que as equipes tiveram que demolir o que restou da estrutura para evitar novos desabamentos. Em seguida, serão retirados os entulhos para evitar o assoreamento do igarapé e também impedir, em caso de chuva, que ocorra alagamento nas casas das proximidades. “Após a retirada, vamos atuar imediatamente com uma intervenção para a construção definitiva da nova ponte”, comentou.

artur-ponte-bairro-da´-pazo3De acordo com os moradores, a via não é utilizada pelo serviço do transporte coletivo, mas é bastante utilizada pelas rotas de trabalhadores do Distrito Industrial e também por estudantes. A manicure Socorro Oliveira, 53, destacou o empenho da prefeitura e disse que a construção da passarela vai facilitar a vida dos pedestres. “Nós íamos ficar ilhados se não houvesse essa construção”, comentou.

Ações – Nesse primeiro momento, os trabalhos emergenciais serão realizados diuturnamente. Além de dez homens do distrito de obras da área, máquinas pesadas, como retroescavadeiras e mais sete caçambas, serão usadas no local. Essa primeira etapa dos serviços será feito por meio de administração direta. Paralelamente, um projeto para a implantação da nova ponte em concreto armado será elaborado pela equipe de engenharia da secretaria e licitado para que as obras definitivas sejam iniciadas. Segundo o diretor de engenharia da Seminf, Antônio Nelson, as obras devem ser concluídas em até 100 dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here