Mundo

Policial do Capitólio não resiste a ataque e morre nos EUA

Ataque à sede do Congresso norte-americano ainda não teve motivação divulgada. FOTO: Reprodução/NBC News

O Capitólio dos Estados Unidos, em Washington D.C., foi alvo de um ataque nesta sexta-feira, 2. Em coletiva de imprensa, a Polícia do Capitólio esclareceu que o suspeito avançou com o carro contra a barricada norte da sede do Congresso, atropelando dois policiais. Na sequência, o motorista saiu do veículo portando uma faca, que utilizou para ferir um dos agentes. Nesse momento, os oficiais foram obrigados a intervir e acabaram baleando o autor do crime. Os três principais envolvidos no ataque – o suspeito e os dois policiais atropelados – foram levados para hospitais diferentes para receber atendimento médico. A imprensa norte-americana afirma, no entanto, que tanto o autor do crime baleado quanto o agente esfaqueado não resistiram e acabaram morrendo.

As autoridades de segurança locais disseram que a investigação sobre o caso ainda está em estágios iniciais e que não possuem autorização para revelar detalhes sobre o suspeito, cuja motivação segue desconhecida. A chefe da Polícia do Capitólio, Yogananda Pittman, acrescentou que esses têm sido “tempos difíceis” para ela e seus colegas, provavelmente fazendo referência à invasão do Congresso no dia 6 de janeiro. Na ocasião, apoiadores de Donald Trump interromperam a sessão que formalizaria a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais. O incidente causou a morte de cinco pessoas e levou ao processo de impeachment contra Trump, do qual ele foi absolvido. A segurança do complexo foi reforçada desde então, mas ainda não se sabe se o ataque desta sexta-feira, 2, possui alguma motivação política.

A Casa Branca confirmou que Joe Biden não estava em Washington D.C. no momento do incidente. Como o Congresso está em recesso por causa da Páscoa, o democrata deixou a capital norte-americana pela manhã com destino a Camp David, base militar e casa de campo dos presidentes dos Estados Unidos. Apesar do feriado ter contribuído para uma movimentação menor no Capitólio, alguns funcionários estavam no prédio quando o suspeito avançou sobre a barricada norte. Por esse motivo, a polícia bloqueou todos os acessos ao complexo e impediu as pessoas de entrarem ou saírem do local até que a situação fosse controlada. No momento, a polícia afirma que não existe mais risco e por isso o Capitólio já foi reaberto. (JP)

Deixe um comentário