Policiais colombianos vão atuar em parceria com a PMAM durante os jogos da Copa

O trabalho é um intercâmbio entre os policiais dos dois países que acontece desde 1997
O trabalho é um intercâmbio entre os policiais dos dois países que acontece desde 1997
O trabalho é um intercâmbio entre os policiais dos dois países que acontece desde 1997

Homens da Polícia Nacional da República da Colômbia vão atuar, em parceria com a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), na segurança de turistas e torcedores durante os próximos três jogos da Copa do Mundo, que serão realizados em Manaus, na Arena da Amazônia. A ação faz parte de uma parceria entre os governos do Amazonas e do país vizinho e os policiais ficam na capital até o dia 26 de junho.

De acordo com o coronel da PM, Fabiano Bó, o trabalho é uma espécie de intercâmbio entre os policiais dos dois países, que já acontece desde 1997, com a ida de policiais brasileiros para a Colômbia para a participação de treinamentos, cursos de qualificação, estágios, principalmente no que diz respeito à detecção de explosivos e entorpecentes.

Segundo o coronel, a Polícia Nacional da Colômbia possui uma grande experiência em atuação no combate ao terrorismo e, por isso, a importância na vida dos policiais. “A polícia da Colômbia tem um histórico de atentados à bomba, então têm um plantel muito grande de cães treinados em detecção de explosivos e entorpecentes. Então eles vieram para nos apoiar e fazer essa troca de conhecimento”.

Os 17 policiais colombianos chegaram a Manaus no último final de semana
Os 17 policiais colombianos chegaram a Manaus no último final de semana

Os 17 policiais colombianos chegaram a Manaus no último final de semana e vão atuar no entorno da Arena da Amazônia e no FIFA Fan Fest e hotéis, com o auxílio de cães farejadores. Serão 15 policiais com cães farejadores, sendo 11 especialistas em detecção de explosivos e quatro de narcóticos. De acordo com o tenente-coronel Mário Chávez, chefe da equipe que vai trabalhar em Manaus, os policiais farão a vistoria antes e depois das partidas.

Experiência e intercâmbio cultural – Essa será a primeira experiência internacional da Polícia Colombiana nesse tipo de evento. Segundo o coronel Mário Chávez, a oportunidade de trocar experiência, já que segundo ele, o problema de segurança é algo universal, é fundamental. “É importante poder trabalhar de maneira conjunta com as polícias e exércitos. Também é interessante conhecer o trabalho que outras instituições realizam, além do intercâmbio cultural”.

Os policiais colombianos já estiveram visitando algumas instalações do Sistema de Segurança do Estado, como o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) e, na tarde desta segunda-feira, foi realizada uma palestra, em que foram mostrados como os cães farejadores são treinados na Escola de Guia Canino da Polícia Nacional da República da Colômbia, considerada referência nessa área.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here