Segurança Pública

Polícia Civil busca detentos que fugiram da 31ª DIP de Iranduba

FOTO: DIVULGAÇÃO / PC-AM

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) solicita a colaboração de todos na divulgação da imagem de dez detentos que fugiram na noite de sábado (14/08), por volta das 19h, da carceragem da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), após renderem e fazerem refém um policial civil, durante a entrega de alimentação na cela.

Os detentos foram identificados como Alexandre Santos Pereira, Brendo Pereira de Souza, Edson Pinto Pereira, Gabriel Carvalho Cavalcante, Manoel Carlos Moura da Silva, Mayron Antônio Teixeira de Lima, Mikael da Silva Cordeiro, Murilo Carvalho Pinheiro, Orleilson Ferreira da Silva e Paulo Ricardo Moraes Carvalho.

De acordo com o delegado Raul Augusto Neto, titular da 31ª DIP, os detentos tomaram a arma do policial e o fizeram de refém, para fugir da carceragem. Os detentos respondiam por crimes como tráfico de drogas, associação para o tráfico, homicídio tentado, posse ilegal de arma de fogo, porte de munição de uso restrito, roubo e corrupção de menor.

O delegado reforça que nos últimos dias 9 e 11 deste mês foi solicitada a transferência dos presos. A autoridade policial fez nova solicitação de transferência dos 14 presos para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), em Manaus, e esta foi autorizada pela juíza da Vara de Execução Penal, Sabrina Cumba Ferreira, que irá formalizar a referida transferência neste domingo (15/08).

Na noite de sábado, 13 presos foram trazidos para Manaus, pelo Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera). Uma detenta permanece na DIP aguardando decisão judicial.

A delegada-geral da PC-AM, Emília Ferraz, juntamente com reforço policial, por meio do Departamento de Polícia do Interior (DPI), do Grupo Fera e da Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) da Polícia Militar, se deslocou ao município para averiguar as condições das fugas e dar início às buscas pelos foragidos.

Disque-denúncia – Quem tiver informações sobre a localização dos indivíduos deve entrar em contato pelo número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), com garantia de sigilo da identidade dos informantes.

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário