Comportamento

PM usa gesto obsceno para se despedir de corporação que serviu

Bruno James se diz arrependido pelo episódio. IMAGEM: Redes sociais

O cabo da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) que se despediu da corporação com um vídeo nas redes sociais se diz “envergonhado” pela repercussão do episódio. Nas imagens postadas, o PM aparece dançando e fazendo um gesto obsceno, apontando o dedo médio para o prédio do comando-geral, no Setor Policial Sul. Bruno James está de saída do Brasil e vai estudar no Canadá.

O agora ex-policial ressalta que jamais teve o objetivo de macular ou manchar a imagem da PMDF. Nos vídeos, Bruno dança descontraidamente pelos corredores, assina documentos e, quando deixa o prédio, joga a cobertura (boné) para o alto, a fim de demonstrar felicidade. Em seguida, com o dedo em riste, faz o gesto obsceno.

“Passei oito anos da minha vida nessa instituição, e tenho grande orgulho e gratidão pelas experiências e pelo crescimento pessoal que ela me possibilitou. Ressalto que nunca tive faltas que me desabonassem, sempre trabalhei com dedicação e profissionalismo, acima de tudo”, destacou, em carta.

“Estou envergonhado pela repercussão do vídeo; era para ser algo interno, entre amigos. Terei mais cuidado com minhas atitudes e garanto que situações semelhantes a essa não vão se repetir.”

O cabo avaliou que perdeu a compostura exigida pela corporação, pois estava sobre domínio de “estresse, altas expectativas e sob efeitos de medicamento de ansiedade” .

Assista ao vídeo polêmico de Bruno James:

(METRÓPOLIS)

Deixe um comentário