PL alterando idade de ingresso na PM é vetado por Amazonino Mendes

O governador Amazonino Mendes (PDT) vetou o Projeto de Lei que permitiria o ingresso na Polícia Militar (PM) e no Corpo de Bombeiros Militar de pessoas de até 35 anos de idade no momento da inscrição para concurso. Atualmente, o limite máximo é de 28 anos.

De autoria do deputado estadual Planity Soares, o projeto foi aprovado em 6 de dezembro, pela Assembleia Legislativa (ALE). “O governador está prejudicando milhares de amazonenses, tirando a oportunidade de
concorrência para o ingresso nessas corporações, onde muitos sonham em ingressar”, armou o deputado.

A decisão do governador foi publicada após os deputados saírem de recesso, e as atividades do plenário serem finalizadas, no dia 26 de dezembro. O retorno dos parlamentares para as atividades será dia 1 de fevereiro, após a leitura da mensagem governamental. Os deputados estaduais podem derrubar o veto, com 13 dos 24 votos da Casa.

Para o deputado estadual José Ricardo (PT), o veto prejudica a população e impede o ingresso de pessoas mais ‘maduras’ na corporação.

De acordo com Platiny Soares, a mudança era necessária e de interesse público. “É uma questão de interesse público, um clamor social. Esta é uma idade em que a pessoa de fato se decide sobre a carreira que quer seguir. Além disso, hoje a saúde física do indíviduo já se modicou.

Temos uma população com uma longevidade muito maior. Os 35 anos passa a ser a idade limite para o ingresso”, destacou Platiny Soares.

Outro trecho vetado pelo governador trata da reserva de 50% das vagas para Curso Formação de Oficiais
e do Curso de Formação em Oficiais de Saúde para Praças da Polícia Militar. Para justificar o veto, Amazonino alegou reflexos no regime previdenciário do Estado. As informações são do D24AM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here