‘Piratas do rio’ matam sete ribeirinhos em Maraã

Segundo relatos, os ataques têm sido frequentes na região e o efetivo policial insuficiente. ─ Imagem: Reprodução

Na madrugada de segunda-feira (18), um grupo de piratas matou sete pessoas da comunidade Cuiú-Cuiú, no rio Japurá, na região do município de Maraã (distante 634 km da capital). Segundo informações de moradores da localidade, piratas do rio atacam com frequência embarcações e vilas desprotegidas daquela região.

As vitimas teriam sido mortas por que não tinha combustível para dar aos criminosos, que precisavam do mesmo para assaltarem as embarcações que passam na região.

Na semana passada, o mesmo grupo teria atacado um barco de passageiros, mas deram azar porque seguranças do barco reagiram e mataram dois deles no confronto.

Existe o registro que no último domingo (16), os piratas fizeram mais duas vitimas, no caso trabalhadores que se deslocavam de uma comunidade para outra com produtos agrícolas para comercialização.

Ao todo, no período de uma semana, foram registradas 11 mortes.

No município de Maraã o efetivo policial, segundo os moradores, é de apenas um investigador e dois policiais militares, um efetivo pequeno para enfrentar os piratas, que são em número de pelo menos 15 e fortemente armados, além de violentos.

Apelo via grupos de WhatsApp

Através do aplicativo WhatsApp, moradores de Maraã fazem desabafos sobre o que vem ocorrendo. Vejam alguns trechos postados:

─ Meu deus, esses piratas estão matando muita gente: pais de família, comunitários das comunidades ribeirinhas que eram trabalhadores honestos. As autoridades têm que fazer alguma coisa por aquelas pessoas que estão sofrendo. Mataram 7 comunitários na comunidade Cuiú-Cuiú por causa de gasolina. Eles não tinham gasolina e mesmo assim os piratas mataram 7 pais de família agora a pouco. Meu Deus, proteja as famílias nas comunidades ribeirinhas. Que Deus abençoe os familiares nessa hora de tanta angústia.

Em outros fazem apelo:

─ Faço um apelo à secretaria de segurança pública do estado do amazonas, aliás imploro! Nos socorra!!! O município de Maraã está a mercê dos piratas de rio. Meliantes fortemente armados estão bem mais equipados que a própria polícia do nosso estado, utilizando armamento de guerra para matar e assaltar as embarcações que fazem linha para o rio Japurá. Eles não estão dispensando nem os ribeirinhos das comunidades. Roubam, humilham, matam e, se acham os donos do rio, proíbem o nosso tráfego. São homens, todos eles, equipados com coletes a prova de balas e usam lancha muito potente, que tem um contingente, aproximadamente, de 15 elementos todos encapuzados. O trecho em que eles agem fica em torno do Ponto-X se estendendo até a comunidade do Bom Futuro no rio Japurá. Nos ajude, pois, não sabemos mais o que fazer com tamanha insegurança em nosso rio.

Operação

O comandante geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel Ayrton Norte, informou que já está sendo programada uma reunião com os órgãos de segurança para planejar uma operação de repressão ao combate de ataques de piratas e o tráfico de droga na região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here