PF vasculha casa do governador do Piauí ao investigar roubo de R$50 milhões do Fundeb

As ações desta segunda-feira dão continuidade às investigações nas operações Topique e Satélites

A  Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira (27) a terceira fase da operação Topique, que investiga corrupção no governo do Piauí com recursos federais para Educação, inclusive do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica).

Em colaboração com a Controladoria Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF), a PF cumpre cumpre 12 mandados de busca e apreensão ordenados pela Justiça Federal no Piauí em Teresina e Brasília.

Em Teresina, agentes federais vasculham a sede da Secretaria Estadual de Educação, no setor de pregões, e em endereços importantes como a residência do governador Wellington Dias (PT) e endereços de irmãos da primeira-dama e deputada federal Rejane Dias (PT-PI), cujo gabinete em Brasília também é alvo de buscas da PF, autorizadas pela ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber.

Segundo as investigações, entre os anos de 2015 e 2016, agentes públicos da cúpula administrativa da Secretaria de Educação se associaram a empresários do setor de locação de veículos para o desvio ao menos de R$ 50 milhões do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) e do PNATE (Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar).

Mesmo após duas fases ostensivas da operação, de acordo com a PF, o Governo do Estado do Piauí mantém contratos ativos com as empresas participantes do esquema criminoso que totalizam o valor de R$96,5 milhões de reais, celebrados entre os anos de 2019 e 2020.

As ações desta segunda-feira dão continuidade às investigações nas operações Topique e Satélites, de agosto de 2018 e setembro de 2019, contra os crimes de organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação na Secretaria de Educação do Piauí.

POR DIÁRIO DO PODER

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here