Parturiente com bebê morto na barriga não consegue atendimento na rede pública

gravida

A parturiente Lucélia da Silva, 26, enfrenta um drama desde a madrugada de hoje: o bebê dela está morto na barriga, mas por causa da alta demanda na maternidade Ana Braga ele não consegue ser atendida para a intervenção cirúrgica necessária. Moradora do bairro Carbrás, “Parque São Pedro”, Lucélia já passou por outros dois hospitais, no conjunto Galileia e no bairro Cidade Nova. A informação foi divulgada pela propria Lucélia ao BLOGdaFLORESTA via celular.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here