Partido de Marina agora depende de cartada jurídica

Marina-Silva-Rede

Faltando apenas vinte dias para o prazo final para obter registro no Tribunal Superior Eleitoral, a Rede Sustentabilidade, partido ligado à ex-senadora Marina Silva, já admite que não conseguirá cumprir o requisito de 492 000 assinaturas validadas de eleitores. Para formalizar a criação do partido, o grupo prepara uma última cartada jurídica.

Na quarta-feira, quando apresentar um lote de 150 000 assinaturas, o partido irá alcançar pouco mais de 450 000 fichas de apoio certificadas — vão faltar, portanto, cerca de 40 000 adesões para o mínimo necessário estabelecido pelo TSE. Por isso, a Rede irá entrar com um recurso na instância máxima da Justiça Eleitoral pedindo para que sejam validadas cerca de 90 000 assinaturas que foram recusadas pelos cartórios eleitorais sem justificativa.

Nesta semana, a ministra relatora do caso, Laurita Vaz, encaminhará o processo para o Ministério Público Eleitoral. O órgão tem dez dias para analisar o pedido e deve recomendar que o registro seja concedido somente se todos os requisitos legais tiverem sido cumpridos.///Fonte: Veja OnLine

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here