Pandemia causa cancelamento de matrículas em escolas particulares no AM

Maioria dos pais transferiram os filhos para escolas públicas.

Uma média de 20% a 30% dos pais cancelou a matricula dos filhos em escolas particulares ao longo do ano passado, por conta da pandemia do novo coronavírus, foi o que revelou um levantamento feito pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Amazonas (Sinepe-AM). A pesquisa de forma quantitativa foi realizada com instituições particulares associadas à entidade.

De acordo com o assessor jurídico do Sinepe-AM, Rodrigo Melo, a quantidade de cancelamento de contratos com escolas particulares devido a Covid-19, no ano passado, não quer dizer que os alunos deixaram de estudar em 2020, ou seja, não significa que houve evasão escolar.

Uma média de 20% a 30% dos pais cancelou a matricula dos filhos em escolas particulares ao longo do ano passado, por conta da pandemia do novo coronavírus, foi o que revelou um levantamento feito pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Amazonas (Sinepe-AM). A pesquisa de forma quantitativa foi realizada com instituições particulares associadas à entidade.

De acordo com o assessor jurídico do Sinepe-AM, Rodrigo Melo, a quantidade de cancelamento de contratos com escolas particulares devido a Covid-19, no ano passado, não quer dizer que os alunos deixaram de estudar em 2020, ou seja, não significa que houve evasão escolar. [A Crítica]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here